*
 

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (10/4), a Operação Tira-Teima, que investiga pagamentos de vantagens indevidas, por parte de empresários a políticos, para obter benefícios em medidas de interesse do grupo econômico.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin ordenou oito mandados de busca e apreensão em São Paulo, Goiânia e Fortaleza, cumpridos por 40 agentes da PF. Os alvos são pessoas supostamente ligadas ao senador Eunício Oliveira (MDB), presidente do Senado.

O parlamentar é alvo de inquérito no Supremo, aberto em abril de 2017, que o investiga por supostos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A finalidade da operação é buscar documentos e outros fatores de aprofundamento da investigação, considerando a notícia de doações de campanha abalizadas por meio de contratos fictícios. A Tira-Teima é decorrente de delação do ex-diretor de Relações Institucionais da Hypermarcas, Nelson Mello.

Em 2016, Mello afirmou, em seu depoimento à Procuradoria-Geral da República, que pagou R$ 30 milhões a dois lobistas com trânsito no Congresso a fim de efetuar repasses de propinas milionárias para senadores do então PMDB, entre eles, o ex-presidente do Congresso Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e Eduardo Braga (AM).

 

 

 

COMENTE

BrasíliaPFoperação
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil