Sargento preso com 39 kg de cocaína em avião da FAB vira réu

Ele foi preso na Espanha em 25 de junho do ano passado em uma aeronave da comitiva do presidente Jair Bolsonaro

atualizado 09/01/2020 16:29

Reprodução

A Justiça Militar brasileira aceitou denúncia contra o sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) Manoel Silva Rodrigues (foto em destaque) por tráfico internacional de drogas. Agora, o militar, que tem residência em Brasília, mas está preso na Espanha, virou réu e vai responder o processo a distância. Ele também é processado no país europeu.

A denúncia foi aceita pelo juiz federal da Justiça Militar Frederico Magno de Melo Veras, da 2ª Auditoria da 11ª Circunscrição Judiciária Militar (11ª CJM), em Brasília. O sargento foi preso em Sevilha, na Espanha, após desembarcar transportando 39 quilos de cocaína em um avião que fazia parte da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), fazendo apoio a viagens internacionais.

O presidente, que viajava para o Japão, estava em outra aeronave.

O caso aconteceu em 25 de junho do ano passado e Rodrigues está preso na Espanha desde então.

0

Ao acatar a denúncia e tornar Rodrigues réu, o juiz marcou o depoimento das testemunhas do processo e de Rodrigues (que deverá ser por videoconferência) para o próximo dia 21 de maio.

A denúncia lembra que, no dia do voo para a Espanha, apesar de viajar como passageiro, o sargento se apresentou para o embarque antes mesmo da tripulação e colocou a mala com a droga no bagageiro do último lugar da aeronave.

A prisão do militar causou constrangimentos e troca de acusações no primeiro escalão do governo brasileiro.

Veja o despacho do juiz acatando a denúncia:

RECEBIMENTO DENUNCIA – Processo_ 7000011-77.2020.7.11.0011 by Lourenço Flores on Scribd

Últimas notícias