Justiça condena Sérgio Cabral a mais 47 anos de prisão

Somando todas sentenças as quais o ex-governador do Rio responde na Justiça, total chega a 170 anos e 8 meses de detenção

atualizado 11/09/2018 18:42

MARCOS ARCOVERDE/ESTADÃO CONTEÚDO

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, decidiu nesta terça-feira (11/9) condenar o ex-governador do estado Sérgio Cabral a cumprir mais 47 anos e quatro meses de prisão. Ele é acusado pelos crimes de corrupção, formação de quadrilha e pertinência à organização criminosa. Somando as condenações as quais o ex-parlamentar responde na Justiça, a sentença total chega a 170 anos e 8 meses de detenção. A informação é do jornal O Globo.

De acordo com a acusação, Cabral teve envolvimento em esquema criminoso em obras realizadas com recursos federais, inclusive provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento, no estado do Rio de Janeiro, como o Arco Metropolitano, PAC Favelas e Linha 4 do Metrô.

“Sérgio Cabral mercantilizou da forma repugnante a funções públicas que lhe foram outorgadas por meio de uma quantidade expressiva de votos pelos eleitores cariocas, que foram traídos e abandonados à própria sorte em um Estado em que a corrupção se espraiou por todos os órgãos da administração estadual”, escreveu o juiz na sentença.

Mais lidas
Últimas notícias