metropoles.com

Lula diz em entrevista que mudará política de preços da Petrobras

Candidato petista defendeu que o preço deve ser baseado no custo de produção, não nos valores internacionais

atualizado

Compartilhar notícia

Igo Estrela/Metrópoles
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumprimenta p publico durante de ato público em brasília df
1 de 1 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumprimenta p publico durante de ato público em brasília df - Foto: Igo Estrela/Metrópoles

O ex-presidente e candidato à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu, se eleito, alterar a política de preços da Petrobras, aumentar a quantidade de refinarias e a intervenção dentro da empresa.

As declarações foram dadas ao portal Uol, nesta quarta-feira (27/7). Essa é a primeira entrevista do petista após a oficialização da candidatura, na última semana. Lula lidera as pesquisas de intenção de voto à frente do presidente Jair Bolsonaro (PL), que tenta a reeleição.

Lula afirmou que mudará a política de preços da estatal petroleira para retirar o pagamento em dólar. Lula defendeu que o preço deve ser baseado no custo de produção, não nos valores internacionais.

“Pretendo mudar a política de preço da Petrobras. Ela tem que ser em função dos custos e gastos reais do povo brasileiro. Essa história de internacionalizar [o preço] é para agradar acionistas em detrimento de milhões de brasileiros”, disse Lula.

Atualmente, a Petrobras pratica o Preço de Paridade de Importação (PPI) em que é considerado os custos totais para importação. O valor é calculado com base no preço de aquisição do combustível mais os custos de sua entrega, incluindo transporte e taxas portuárias. “Produzimos em real, pagamos salário em real”, frisou.

0

Além disso, Luiz Inácio falou sobre a necessidade de aumentar a produção e de garantir o funcionamento de refinarias. Para isso, Lula afirma que irá produzir mais refinarias no país e que garantirá a estabilidade dos valores dos combustíveis.

O candidato petista condenou a privatização da BR Distribuidora e afirmou que a Petrobras não pode ser tratada apenas como uma empresa de petróleo.

“Vou fazer a Petrobras ser, se não a primeira, a segunda empresa petroleira do mundo”, afirmou Lula.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações