Guedes e Bittar comemoram juntos aprovação da PEC Emergencial

"A solução exige compromisso com a saúde dos brasileiros e com gerações futuras. Não podemos ficar empurrando isso pra frente", diz Guedes

atualizado 04/03/2021 19:30

Paulo Guedes, ministro da EconomiaEDU ANDRADE/Ascom/ME

A aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Emergencial pelo Senado nesta quarta-feira (4/3) foi comemorada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e pelo relator da proposta, senador Márcio Bittar (MDB-AC). Os dois apareceram lado a lado em um vídeo divulgado nesta quinta-feira (4/3) comentando a aprovação. A PEC foi colocada como condição ao governo para a retomada do pagamento do auxílio emergencial, destinado às pessoas mais necessitadas e prejudicadas pela crise provocada pela pandemia da Covid-19.

No vídeo, Guedes afirmou que Bittar defendeu “com coragem o compromisso com a saúde do povo brasileiro e com a responsabilidade fiscal”.

“O senador com muita coragem defendeu justamente esse compromisso duplo, são crises gêmeas, né? Economia e saúde andam juntas e a solução exige compromisso com a saúde dos brasileiros e com  gerações futuras. Não podemos ficar empurrando isso pra frente. Então, foi brilhante o trabalho do senador”, disse o ministro.

O relator da proposta afirmou que tem “afinidade total” com Paulo Guedes e com o que ele representa na política brasileira. “Eu vim aqui com ele já pra ver no que eu posso ajudar nos próximos passos. Parabéns, ministro. Conseguimos uma vitória, não foi tão grande quanto gostaríamos, mas foi bom, né? Hoje eu acho que o Brasil tá mais tranquilo com essa vitória”, completou Bittar.

Os parlamentares aprovaram a matéria em segundo turno nesta quarta-feira. O texto agora vai à Câmara dos Deputados.

Últimas notícias