Deputado que apalpou colega em SP vira réu por importunação sexual

Tribunal de Justiça acatou denúncia do Ministério Público de São Paulo contra Fernando Cury, que assediou Isa Penna na Alesp

atualizado 15/12/2021 23:36

Fernando Cury apalpa Isa Penna na AlespReprodução

O deputado estadual Fernando Cury (sem partido) virou réu nesta quarta-feira (15/12) por importunação sexual contra a também deputada estadual Isa Penna (PSol). A denúncia do Ministério Público de São Paulo (MPSP) foi aceita de forma unânime pelos 24 desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

Cury foi expulso do partido ao qual era filiado, Cidadania, depois do episódio. Por 27 votos a 3, o diretório do partido seguiu a manifestação do Conselho de Ética Nacional da sigla, que havia dado parecer pela expulsão. Cabe recurso apenas ao diretório nacional do partido.

0
Há quase um ano, o deputado se aproximou de Isa Penna por trás, enquanto ela conversava no plenário da Alesp, e apalpou os seios da parlamentar. A cena estava sendo filmada e foi transmitida pela TV Assembleia.
Agora, Cury responderá uma ação penal. Quando o MP apresentou a denúncia contra o deputado, Isa celebrou a decisão ao Metrópoles: “Receber essa notícia é saber que a luta segue e que o assédio no trabalho ou em qualquer lugar precisa ter punições exemplares. O MP acolher significa que ele não é mais investigado e sim processado, então isso é um alívio pra mim”.
Em abril, os deputados paulistas decidiram, por unanimidade, pelo afastamento por 180 dias de Cury. Ele não recebeu salário durante o período.
0

Mais lidas
Últimas notícias