Dentista é morto pela polícia após atirar na mulher e na enteada em MG

De acordo com os vizinhos, a relação do casal era conturbada. Na quinta-feira (11/8), o homem resolveu disparar contra as duas mulheres

atualizado 27/09/2022 11:35

Reprodução/Redes sociais

Um dentista de 54 anos sacou uma arma e atirou contra a esposa e a enteada durante uma briga em Belo Horizonte (MG), na noite de quinta-feira (11/8). Ele morreu em confronto com a Polícia Militar. O caso ocorreu no bairro de Santa Cruz.

Fernando Mares vivia com a esposa e a enteada, e o casal tinha uma relação conflituosa. Na quinta, vizinhos contaram que chamaram a polícia quando ouviram gritos, seguidos de tiros de arma de fogo.

Ao chegarem ao local, as autoridades flagraram o dentista fora de si, ameaçando de morte a mulher e a filha dela, que já haviam sido baleadas por ele.

Com a companheira na mira, os policiais negociaram a rendição de Fernando. Dado momento, ele tirou a mulher da posição de alvo e passou a mirar os policiais com a pistola. A polícia agiu e baleou o atirador. Ele recebeu socorro, mas morreu a caminho do hospital.

As vítimas baleadas foram levadas conscientes para o Hospital Municipal Odilon Behrens. A mãe recebeu cinco tiros do marido, um deles no rosto. A filha dela foi baleada na perna esquerda.

Em nota, a Polícia Civil de Minas Gerais diz que peritos coletam vestígios para investigar o caso, e que um inquérito foi aberto.

Mais lidas
Últimas notícias