Brasileiros ateiam fogo em casa de deputada boliviana e se ferem

Uma brasileira de 50 anos, que trabalhava na casa, também acabou vítima do incêndio. O fogo teria começado durante tentativa de roubo

atualizado 02/01/2020 18:31

Reprodução

Dois brasileiros são suspeitos de atear fogo na casa de uma deputada boliviana, na madrugada do dia 1º de janeiro, na cidade boliviana de San Matias. Com o atentado, eles tiveram graves queimaduras nos corpos e precisaram ser socorridos no Hospital Regional de Cáceres (distante 225 km de Cuiabá).

Foram identificados como participantes do atentado os brasileiros Thiago Garcia Galha e Victor Benedito Lopes Pagano. Eles teriam contado ainda com a ajuda do boliviano Ruben Osvaldo Hurtado Masab.

A imprensa boliviana divulgou, primeiramente, que o crime teria acontecido por vingança, sem informar mais detalhes. Contudo, depois se divulgou que a real intenção dos brasileiros era a de roubar a casa e, depois, atear fogo.

O incêndio teria acontecido num momento de descuido, durante o crime. A ação foi percebida pelos vizinhos, que gravaram a casa em chamas.

Conforme o registro do Grupo Especial de Fronteira (Gefron-MT), uma brasileira que trabalhava na casa, identificada como Zenaide Antunes Duarte, de 50 anos, não conseguiu sair a tempo. Ela foi atingida pelas chamas e levada para o hospital municipal de San Matias. Depois foi transferida para o Hospital Regional de Cáceres.

A reportagem completa você encontra no site O Livre, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias