metropoles.com

Brasil teve 140 assassinatos de transexuais em 2021; SP lidera lista

São Paulo teve 25 mortes no ano passado, segundo relatório da Antra. Neste sábado (29/1) é celebrado Dia Nacional da Visibilidade Trans

atualizado

Compartilhar notícia

Getty Images
Pessoa branca segurando bandeira rosa, azul e branca, cores que representam a transexualidade
1 de 1 Pessoa branca segurando bandeira rosa, azul e branca, cores que representam a transexualidade - Foto: Getty Images

São Paulo – O Brasil terminou 2021 com 140 assassinatos de pessoas transgênero e transexuais. É o que consta no relatório da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) divulgado nesta sexta (28/1).

A pesquisa mostra que, no ano passado, 135 travestis e mulheres transexuais e cinco homens trans foram mortos no país. São Paulo foi o estado que mais matou este grupo no país, com 25 assassinatos de trans. É o terceiro ano consecutivo que SP lidera o ranking.

Em 2020, haviam sido registrados 175 assassinatos em todo o país. A Antra afirma, no estudo, que “não há uma resposta” para o quadro, e destaca que “isso não se reflete exatamente em uma queda na violência ou no número dos assassinatos contra pessoas trans em geral.

“Em 2021, o Brasil seguiu sem qualquer ação do estado para enfrentar a violência transfóbica e permaneceu como o que mais assassina pessoas trans do mundo pelo 13º ano consecutivo”, diz o estudo.

0

Bahia e Rio

Em segundo lugar, está a Bahia, que teve 13 assassinatos de pessoas trans, seguido do Rio de Janeiro, com 12 casos. Em 2020, São Paulo registrou 29 homicídios de pessoas trans, e em 2019 o número foi de 21.

No país, os meses com maior quantidade de assassinatos de pessoas trans foram abril e agosto, com 19 casos em cada mês, seguido de janeiro e março, com 15 mortes cada.

Os dados foram apresentados nesta sexta-feira (28/1) no 2° Seminário sobre Saúde, Trabalho, Direitos e Inclusão Social da População Trans, organizado pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) no Brasil. Neste sábado (29/1), é celebrado o Dia Nacional da Visibilidade Trans.

Veja o ranking por estado:

1º São Paulo – 25 casos
2º Bahia – 13 casos
3º Rio de Janeiro – 12 casos
4º Ceará e Pernambuco – 11 casos cada
6º Minas Gerais – 9 casos
7º Goiás e Paraná – 7 casos cada
9º Pará – 6 casos
10º Amazonas, Maranhão e Rio Grande do Sul – 4 casos cada
13º Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso – 3 casos cada
16º Alagoas, Amapá, Paraíba, Piauí e o Distrito Federal – 2 casos cada
21º Acre, Rio Grande do Norte, Rondônia e Sergipe – 1 caso cada
25º Roraima e Tocantins – nenhum caso

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações