metropoles.com

Autor de ofensas contra Gilmar Mendes é servidor do INSS, diz PF

Ramos Antonio Nassif Chagas, servidor do INSS, foi identificado como responsável pela agressão verbal feita contra o ministro do STF

atualizado

Compartilhar notícia

Vinícius Schmidt/Metrópoles
Vídeo Zambelli intimação STF
1 de 1 Vídeo Zambelli intimação STF - Foto: Vinícius Schmidt/Metrópoles

A Polícia Federal (PF) identificou Ramos Antonio Nassif Chagas, servidor do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como responsável pela agressão verbal feita contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, na semana passada, em Lisboa, Portugal. As informações são da Folha de São Paulo.

O caso ocorreu no aeroporto de Lisboa, no momento em que Gilmar Mendes aguardava o embarque em uma cafeteria. Ramos Antonio se aproximou do ministro enquanto o gravava. “Gilmar, você já sabe, mas não custa relembrar… Você e o STF são uma vergonha para todo o Brasil e para todo o mundo”, disse o servidor público. “Infelizmente, um país lindo como o nosso está sendo destruído por pessoas como você”, concluiu o servidor do INSS.

O vídeo, gravado pelo homem, foi postado nas redes sociais e, a partir dele, a PF o identificou.

Gilmar Mendes enviou uma representação criminal ao diretor-geral da PF, Andrei Rodrigues, e solicitou que o caso fosse investigado com responsabilização do autor. O ministro afirmou que as ofensas não foram dirigidas apenas a ele, mas também ao STF enquanto instituição.

“Ao agir dessa forma, o imputado almejou intimidar ministro do Tribunal, para desestabilizar o funcionamento da instituição. Não é necessário grande esforço para demonstrar que a iniciativa se encaixa em um movimento articulado e coordenado de ataques aos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, organizado por extremistas e detratores da democracia”, escreveu.

Compartilhar notícia