*

O Canadá é o segundo maior país do mundo em área total – ficando atrás somente da Rússia. Dividido em dez províncias e três territórios, com dois idiomas oficiais e funcionando com uma política de democracia parlamentar, tem fama de ser receptivo a estrangeiros.

Recentemente, o país lançou uma nova forma de imigração: Entrada Expressa, que funciona como um programa de acúmulo de pontos entre todos os candidatos inscritos”. Assim como o nome sugere, tal aceitação é feita de forma rápida (cerca de um ano) e por isso ganhou esse nome.

iStock

Vancouver

“Os candidatos podem se inscrever on-line e precisam prover informações sobre experiência profissional, comprovar que podem falar fluentemente ao menos uma das línguas oficiais do país”, explica a relações públicas do Consulado Geral do Canadá no Brasil, Dina Thrascher.

Confira no blog “Canadá para brasileiros” a somatização do sistema “Comprehensive Ranking System” de pontos traduzidos para o português.

O processo é ainda menos complicado para quem já possui uma oferta de emprego que venha de companhias registradas no “Labour Market Impact Assessment”, um programa canadense que soma empresas que possuem autorização para contratar estrangeiro. Para procurar oportunidades de empregos, o interessado pode acessar o site de banco de empregos, “Job Bank”.

iStock

Montreal

 

Segundo o Consulado Geral do Canadá no Brasil, o estudo fora do país continua sendo uma das formas menos complicadas de imigrar. Isso acontece porque, atualmente, a única maneira de unir escola e trabalho em alguma das dez províncias é se o aluno estiver matriculado em um “college” ou em Universidade. Até 2014 era possível unir o estudo de línguas com trabalho, mas este programa foi finalizado pelo Canadá.

Ao chegar ao fim de seu “college” ou universidade, para permanecer no Canadá é necessário ter recebido uma proposta de um empregador canadense. Este providenciará “Market Impact Assessment (LMIA)”, uma declaração do Employment and Social Development Canada que confirma que ele pode contratá-lo. Acesse o site do consulado canadense no Brasil para mais informações.

iStock

Toronto

 



COMENTE