*
 
A Secretaria de Saúde do DF tem 90 dias para desocupar o Posto de Saúde nº 3, em Planaltina. O motivo do despejo é a falta de pagamento de aluguéis do imóvel, no valor de R$ 75.082,92, vencidos desde junho de 2015.
A decisão interlocutória foi expedida pelo juiz Roque Fabrício Antônio de Oliveira Viel, da 4ª Vara da Fazenda Pública do DF. A pasta do GDF foi comunicada em 30 de maio sobre a decisão e o prazo se encerra em 28 de agosto. Até lá, caso não chegue a um acordo, a secretaria será obrigada a encontrar um novo espaço para alugar e, assim, manter os serviços destinados aos moradores da região.
O valor a ser quitado com a locatária Rosane Maria Gonçalves de Castro é de R$ 75.082,92. Na decisão, o GDF foi comunicado que teve o contrato rescindido e será obrigado a pagar os alugueis vencidos, incluindo os que se acumularem até a desocupação.
 O Posto de Saúde nº 3 atende moradores das regiões de Mestre D’Armas, Vila Nova Esperança, Condomínios Itiquira e Park Mônaco, Estâncias VI e Planaltina, Mansões Mestre D’Armas, Setores Oeste, Tradicional e Sul, bairro Nossa Senhora de Fátima e Morro da Capelinha.
Ao Metrópoles, a Secretaria de Saúde disse ter publicado, em 16 de maio, um chamamento público para locação de novos imóveis, inclusive na região de Planaltina. Dois dias depois, criou um Grupo de Trabalho para levantar pendências de locação de imóveis existentes na secretaria com o objetivo de encerrá-los. Informou também que há previsão da construção de uma Unidade Básica de Saúde em Planaltina.
De acordo com a pasta, a unidade hospitalar atende, em média, 600 pessoas por dia, sendo 70 consultas médicas, 80 pacientes em outros procedimentos e 450 que passam pela farmácia todos os dias.
 

 

COMENTE

aluguelSecretaria de Saúdeposto de saúdeinadimplênciaPlanaltina DF
comunicar erro à redação