*
 

O juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10.ª Vara Federal em Brasília, aceitou ontem a denúncia contra Eduardo Cunha e outros quatro acusados, por “prática de crimes contra a administração pública e lavagem de dinheiro relacionados a contratos envolvendo investimentos de recursos do FGTS”. Na decisão, marcou a realização de audiência de instrução e julgamento do caso para 16 de dezembro.

O caso tramitava no STF, que declinou da competência para levá-lo adiante, assim que Eduardo Cunha foi cassado pela Câmara.

Além de Cunha, o processo envolve Henrique Alves, Lúcio Bolonha, Alexandre Margotto e Fábio Ferreira Cleto. Entre outras, Cunha e os demais fizeram uso ilícito dos FI-FGTS e das chamadas carteiras administradas, ambos geridos pela Caixa Econômica Federal.

 


 

COMENTE

FGTScunha
comunicar erro à redação