*
 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso afirmou que, caso chegue à Corte uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB-SP), a acusação deve ser “encaminhada ao ministro relator que realizará procedimentos básicos e depois deverá encaminhá-la à Câmara dos Deputados”.

“Uma nova denúncia confirmaria que o sistema político funciona muito mal. O presidente e ex-presidentes da República foram denunciados, vários governadores foram presos. Deve ter algo muito ruim no sistema, em que todos os relevantes atores enfrentam problemas”, criticou. “O que ocorre no Brasil é que a forma de financiar as eleições tornou natural coisas que não eram corretas.”

Barroso discursou em palestra no Brazil Institute, no Wilson Center, em Washington (EUA), na qual afirmou que o combate da corrupção no Brasil é fator importante, o que o deixa “otimista” em relação ao futuro do país.

Perguntado pela reportagem sobre qual seria a contribuição da prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima para um futuro melhor do país, o ministro afirmou que não poderia fazer comentários. “Sempre sinto-me feliz quando a justiça é feita, mas não posso falar sobre se esse é o caso”, disse.

 

 

COMENTE

Michel TemerSTFLuís Roberto Barroso
comunicar erro à redação