Relembre os looks mais ousados e criativos do “Xou da Xuxa”

Porque quando ela saía de sua nave espacial, tudo poderia acontecer

Quem foi criança na década de 1980 e 1990 sabe que além do título de rainha dos baixinhos, Xuxa foi responsável por ditar moda entre as crianças. As grandes ombreiras, os shorts e saias curtos ao lado das botas — que poderiam ter cano médio ou alto — marcaram uma geração. Acha que isso era problema para a apresentadora? Claro que não.

Longe de fazer firulas quando questionada sobre a moda de seus looks curtinhos, Xuxa era categórica ao questionar outras personagens do imaginário infantil como Mulher-Maravilha e She-Ra. A apresentadora sempre finalizava a questão dizendo: “O lixo está na cabeça dos adultos e não das crianças”. Tá bem? Então tá bem.

 

No entanto, quando ela saía de sua nave espacial, tudo poderia acontecer. Os looks iam do ousado ao surrealista e, em determinadas temporadas, beiravam o exótico. Nos filmes que fazia, e nos shows pelo Brasil, a apresentadora também caprichava no figurino.

Pensando nisso, resolvemos relembrar esses momentos libertinos de outrora e resgatar algumas produções da loira que deveriam estar expostas em algum museu — tanto pelo sentimento nostálgico quanto pelo sentido nonsense da parada.

 

1/22
Arquivo/TVGLOBO Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Arquivo/TVGLOBO Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Arquivo/TVGLOBO Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Arquivo/TVGLOBO Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Arquivo/TVGLOBO Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Reprodução/Instagram Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Reprodução/Facebook Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Reprodução/Instagram Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Xicão jones/Reprodução Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Arquivo/TV Globo Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Instagram/Reprodução Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Xicão Jones/Reprodução Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Xicão Jones/Reprodução Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Arquivo/TV Globo Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.
Reprodução/Instagram Já leu todas as notas e reportagens de Vida&Estilo hoje? Clique aqui. Siga a editoria no Instagram e no Telegram.

No “Xou da Xuxa”
As gravações do consagrado programa aconteciam no antigo Teatro Fênix, sob o calor escaldante do Rio de Janeiro. Adicione a isso cerca de 150 crianças, acompanhadas de seus pais, além de operadores de câmera, produtores, paquitas, Marlene Mattos e outros personagens da turma e você tem uma Xuxa preparada para o verão o ano inteiro.

 

 

Nos “Xous” pelo Brasil
De 1988 a 1990, a apresentadora viajava pelo Brasil fazendo shows com shortinhos bem cavados — afinal, o Brasil é um território predominantemente quente. Um ano depois, ainda não se sabe o porquê, Xuxa decidiu virar robocop e usou um modelo de Thierry Mugler para as performances. Xuxa também é alta-costura!

Na telona
Nos filmes, ela também mostrou ousadia. Em “Super Xuxa Contra o Baixo Astral”, de 1988, a inspiração do look (e parte do filme) veio de seu ídolo Michael Jackson. No entanto, o rei do pop não tinha a flexibilidade da rainha e muito menos um par de pernas esguias e bronzeadas. Ponto para a Xuxa.

Em “A Princesa Xuxa e os Trapalhões”, de 1989, Xuxa usou um bustiê inspirado na peça icônica de Issey Miyake, que acabou sendo imortalizado no universo fashion por Grace Jones. Mas quer saber de uma coisa? Nós, do Brasil, só lembramos dessa peça que imita os seios porque nossa apresentadora infantil favorita mostrou para nós, seus baixinhos.

 

Gibis
Os looks dos gibis eram uma extensão do que era visto no programa. Em 1990, foi lançada uma promoção na revistinha para que os pequenos estilistas desenhassem um modelito para a loira. Porém, muita gente ficou refletindo por que o croqui optou por deixar a bota e dispensou o sutiã.

 

 

Quer lembrar mais momentos ousados e cheios de charme da Xuxa? Basta dar o play!