Atrás de clientes, academias do DF recorrem até a testes grátis

Espaços têm permissão para funcionar a partir desta terça-feira (7/7), e lutam para chamar atenção dos moradores do Distrito Federal

atualizado 07/07/2020 11:35

Ilustração de mulher em academiaYanka Romão/Metrópoles

Após três meses fechadas, as academias do Distrito Federal voltam a funcionar nesta terça-feira (7/7). Muita gente, porém, prefere não arriscar e continuar malhando em casa por diversos fatores, que vão desde o medo de contrair o novo coronavírus a praticidade de se exercitar no conforto do lar.

Para correr atrás do público perdido, os estabelecimentos têm investido em estratégias diversas. Um deles recorreu até a testes grátis de Covid-19 a quem se matricular. Alunos antigos, por sua vez, ganharão 50% de desconto no valor do exame.

“A academia não conseguiria fazer isso sozinha, pois, para fazer esse teste rápido, era preciso o respaldo de um laboratório. Eles são os responsáveis técnicos pelo teste”, diz a sócia-responsável da rede World Gym no DF, Flávia Almeida. O resultado, segundo ela, sai em 15 minutos.

Vale lembrar que se o paciente tem cinco dias de sintomas e faz um teste rápido, a eficiência é de, no máximo, 25%. A principal reclamação dos especialistas, conforme publicou o Metrópoles, é que a baixa sensibilidade pode induzir a pessoa a uma falsa crença de que já tem os anticorpos e, por isso, fazer com que ela relaxe nas medidas de higiene e distanciamento social.

View this post on Instagram

A World Gym, que sempre leva sua saúde a sério, traz uma NOVIDADE entre as academias: o teste rápido do Covid para toda a comunidade, com resultados em até 15 minutos e DE GRAÇA para os alunos novos e os que renovarem o plano. Uma forma de garantir um treino e um cotidiano ainda mais seguros. ♦️ Os alunos atuais, que preferirem não renovar o plano neste momento, ganham desconto de 50% e pagam R$90 pelo teste. Aqueles que não forem alunos também podem visitar nosso Ponto de Acolhimento e realizarem o teste pelo valor promocional de R$180, no Gama ou na Asa Norte. ♦️ Realizado por profissionais treinados, legalmente habilitados e preparados para garantir seu conforto, na sua unidade World Gym de preferência, o teste revela se você está com a doença no momento ou se desenvolveu anticorpos. ♦️ O processo regulatório, a análise técnica, o laudo e a segurança sanitária ficam por conta do laboratório LabPoc, em uma parceria inédita com a World Gym. ♦️ Agende seu teste e tire suas dúvidas AGORA! Link na Bio!

A post shared by Academia World Gym (@worldgymacademia) on

Débora Flores, que comanda o estúdio SlimFit, acredita que as poucas clientes que perdeu durante os meses de portas fechadas logo retornarão à ativa. Isso porque a rede manteve-se em contato com elas de diferentes maneiras. “Criamos um programa de treinamento on-line completo, o @slimfitemcasa, no qual as alunas tinham treinos inéditos para fazer cinco vezes por semana. O sucesso foi tanto que ele irá continuar pós-pandemia como um benefício”, enumera.

“A quem que não gosta de treinar sozinha, disponibilizamos os nossos professores para dar as aulas em turmas no Zoom”, acrescenta. Com aulas para até oito pessoas, Débora acredita que seu modelo de negócio sairá mais fortalecido da crise causada pela doença. “Temos o diferencial de oferecermos um serviço sem aglomeração”, emenda a empresária e mestre em Educação Física.

Outras medidas

A Unique Fitness deu aos clientes a opção de trancamento gratuito de matrícula, já que muitos deles preferiram deixar de treinar enquanto o número de casos de Covid-19 permanecer alto.

Por e-mail, a Smart Fit, uma das maiores redes de academia do país, anunciou a reabertura das unidades do DF e informou os protocolos para evitar a disseminação da doença.

“Adotamos diversas medidas de segurança que irão fazer parte da nossa nova rotina. A primeira delas é evitar aglomerações. Por isso, você só poderá treinar agendando horário no nosso site”, escreveram. Além de horário reduzido, outras mudanças foram o fechamento aos domingos e a proibição do uso dos bebedouros. “Os meses em que estivemos fechados não serão cobrados”, garantiram. A Bodytech, outra gigante do segmento, também volta à ativa na mesma linha, com a diferença que os alunos não terão que marcar horário para se exercitarem.

Protocolos

No último mês, a presidente do Sindicato das Academias do Distrito Federal (Sindac) assegurou que os estabelecimentos estavam prontos para retomar às atividades em segurança.

“Elaboramos um protocolo baseado nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir a segurança de todos na reabertura. O documento foi desenvolvido por infectologista da Universidade de São Paulo (USP) e tem medidas que deverão ser seguidas por alunos e funcionários de todas as unidades do DF “, revelou Thais Yeleni.

Entre as medidas de prevenção previstas no manual, estão marcação no chão de distância mínima entre cada pessoa, aferição de temperatura e uso de máscaras de proteção facial.

 

0

 

 

Últimas notícias