*

Após o juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara do Distrito Federal, conceder uma liminar que abre brecha para que psicólogos ofereçam terapia para reorientação sexual, conhecida popularmente como “cura gay”, na última segunda-feira (18/9), muitos artistas protestaram.

Uma delas foi Bruna Marquezine. Heterossexual, a atriz mostrou sua revolta contra a decisão ao aparecer em uma foto beijando a colega global Flora Diegues. “Hoje a gente acordou bem gay”, escreveu Flora em sua conta no Instagram.

Aliás, não foi apenas Bruna que ganhou um beijo contra o preconceito. Flora, que está na produção da próxima novela das 19h, “Deus Salve o Rei”, também postou imagens dando selinho em colegas como Tatá Werneck, Fernanda Nobre e Julia Guerra. A “cura gay” é proibida por uma resolução de 1999 do Conselho Federal de Psicologia.

 

 

 



COMENTE

 
Bruna Marquezinepreconceito"Cura gay"flora diegues