*

Quando ouvimos falar de meditação ou mindfulness logo pensamos em alguém sentado, com as pernas cruzadas, mãos apoiadas nos joelhos e olhos fechados. Mas este não é o único jeito de conseguir um momento de atenção plena, de percepção total do que está acontecendo ao redor e dentro da própria cabeça.

A corrida ou caminhada pode ser um bom momento para exercitar a meditação. As pessoas falam muito que “correm para relaxar” (apesar de o cérebro continuar trabalhando ativamente, pensando nos problemas, nos compromissos futuros), e o exercício pode, de fato, ser usado para este fim. O desafio não é lidar com o cansaço e, sim, controlar a mente.

Corredores profissionais afirmam que parar para prestar atenção na corrida, em como o seu corpo está lidando com o exercício e no espaço ao seu redor pode ser o diferencial na hora de uma prova.

O ultramaratonista americano Timothy Olson conta sua experiência. Durante uma corrida de 160 km, começou a sentir dores fortes no km 112. Nesse momento, conta, aplicou os conhecimentos de meditação, concentrou-se em sua respiração, e percebeu o que o corpo precisava para continuar: comida e uma diminuição no ritmo. Supriu suas necessidades e, não só terminou a corrida, como bateu o recorde do percurso. Hoje, é responsável pelo retiro Run Mindful Retreats, onde ensina outros corredores a meditar enquanto se movimentam.

Separamos cinco boas ideias para começar a colocar a meditação na rotina de treinos. Confira:

  • Desligue o som
    A música é interessante para ajudar a manter o pace e o corredor animado, mas acaba sendo uma distração. A dica é desafiadora para iniciantes, mas tente prestar atenção nos sons ambientes, nos passarinhos e até no barulho dos pés batendo no chão.
  • Conte seus passos
    Não precisa contar todos os passos que você der, o objetivo não é descobrir quantos foram dados e sim focar a atenção na contagem. Escolha um número baixo (40 ou 50, por exemplo), e repita até o final da corrida. Quando você se perder, é só começar novamente.
  • Preste atenção no seu corpo
    A meditação mindfulness ensina a prestar atenção nas sensações do corpo para entrar em um estado de atenção plena. Então perceba a os pés encostando no chão, o movimento dos braços, os batimentos do coração e o ritmo da respiração levantando e abaixando o tórax.
  • Corra em lugares diferentes
    Correr pode ser um pouco monótono, então uma boa dica é procurar espaços diferentes de vez em quando para variar os estímulos e ajudar a concentrar em detalhes diferentes e descobrir caminhos novos.
  • Deixe o celular e o relógio em casa
    Em uma época cheia de gadgets e tecnologias, quem já corre pode sentir falta de um dispositivo para controlar o pace, o tempo e as calorias gastas. Mas dê uma chance e respeite seu próprio ritmo: corra mais rápido ou devagar de acordo com o que o corpo pedir, e pare quando estiver muito cansado.