Vai passar por cirurgia? Saiba por que é importante fazer o teste da Covid-19 antes

Teste de detecção do novo coronavírus pode evitar que assintomáticos tenham o quadro da Covid-19 agravado após o procedimento cirúrgico

atualizado 16/09/2020 11:51

Morsa Images/Getty Images

Antes de procedimentos cirúrgicos, avaliações e exames pré-operatórios devem ser realizados para garantir a segurança do paciente. Durante a pandemia da Covid-19 um novo item foi acrescentado à esta lista: o teste RT-PCR, que detecta a presença do novo coronavírus.

Apesar de não ser obrigatório, muitos hospitais têm seguido o protocolo de realizar cirurgias eletivas apenas com o resultado negativo para a doença, para garantir a segurança do paciente e da equipe médica.

O tempo para fazer o teste varia de acordo com a instituição. O mais comum é realizá-lo entre 48 e 72 horas antes do procedimento para evitar que o paciente entre na sala de cirurgia doente.

Algumas pessoas acabam descobrindo neste momento que estão infectadas. Mesmo apresentando o quadro leve ou sem sintomas, elas não podem passar pela cirurgia e devem esperar a recuperação total para realizar o procedimento.

A médica infectologista Ana Helena Germoglio, do Hospital Águas Claras, explica que todo procedimento cirúrgico causa a imunodepressão do paciente, ou seja, torna seu sistema de defesa contra agressores mais fraco,  abrindo espaço para a evolução de infecções leves para formas mais graves.

“Se ele está sem sintomas é porque a imunidade que tem é suficiente para conter a pouca quantidade de vírus que está ali se multiplicando e acaba não desenvolvendo. Com a cirurgia você gera uma imunossupressão no paciente e logo em seguida ele abre um quadro de Covid-19 que pode ser grave”, explica.

Cirurgias de urgências
Alguns pacientes não podem esperar de dois a três dias pelo resultado do teste. Nesses casos, eles devem entrar em uma rota diferenciada de testagem, chamada de point-of-care testing (POCT), com resultados disponíveis em até 24 horas, para agilizar a operação com segurança.

0

Últimas notícias