OMS atualiza recomendação com dois novos remédios contra a Covid-19

Entidade passa a indicar drogas bloqueadoras de interleucina-6 combinadas a corticoesteroides para diminuir mortes pela doença

atualizado 06/07/2021 17:04

remédiosHal Gatewood/Unsplash

A Organização Mundial de Saúde (OMS) atualizou, nesta terça-feira (6/7), as recomendações para tratamento de casos graves da Covid-19 com dois medicamentos — o tocilizumabe e sarilumabe. Os remédios são bloqueadores de interleucina-6, e apresentam diminuição de 13% na chance de morte, principalmente quando administrados com corticoesterioides.

A decisão da entidade foi tomada após a revisão de dados de mais de 10 mil pacientes em 27 estudos clínicos ao redor do mundo. Essas são as segundas drogas a serem recomendadas pela OMS desde o começo da pandemia — a indicação anterior foi feita em setembro de 2020, e incluiu os corticoesteroides.

O levantamento mostra ainda que as chances de o paciente precisar de ventilação mecânica são diminuídas em 28% com os bloqueadores, quando se compara com a abordagem tradicional.

“Essas drogas oferecem esperança para pacientes e famílias que estão sofrendo com o impacto devastador da Covid-19 severa e crítica. Mas os bloqueadores de interleucina-6 se mantém inacessíveis e muito caros para a maioria do mundo”, afirma Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

Ele pede que as empresas fabricantes dos remédios diminuam os preços e disponibilizem os estoques para países de média e baixa renda, principalmente onde a pandemia está se agravando.

Saiba como o coronavírus ataca o corpo humano:

0

Mais lidas
Últimas notícias