Hospital Santa Lúcia recebe robô cirurgião mais moderno do mundo

O Da Vinci XI pertence à última geração de máquinas usadas em procedimentos cirúrgicos. Comandado por médicos, equipamento garante precisão

Grupo Santa Lúcia/Divulgação

atualizado 17/06/2019 16:58

Uma das tecnologias mais importantes no campo de cirurgias são os robôs. Armados com vários braços e câmeras, os sistemas robóticos alcançam lugares onde a mão humana não chega, permitem que as cirurgias sejam o menos invasivas possíveis e garantem precisão nos cortes. Os robôs têm sido usados em procedimentos urológicos, ginecológicos, de cabeça e pescoço ou cardíacos, por exemplo.

O Da Vinci XI, atualmente, é considerado o robô mais moderno do mundo e, recentemente, o Hospital Santa Lúcia adquiriu um por  cerca de R$ 14 milhões.  O esperado é que, até o fim de junho, ele esteja em funcionamento no hospital. O grupo Santa Lúcia realiza cerca de 2,5 mil procedimentos cirúrgicos por mês. O robô, que é o único do Centro-oeste, não atua sozinho: o médico controla os braços do Da Vinci por uma tela de controle e precisa fazer cursos específicos para operar o sistema.

“O Hospital Santa Lúcia sempre esteve atento às novas tendências da medicina e vem recebendo importantes investimentos tecnológicos e científicos para melhorar o conforto, a segurança e a privacidade dos nossos pacientes. Com o Da Vinci XI, esperamos complementar esta experiência e qualidade”, afirma o CEO do grupo Raul Sturari.

Últimas notícias