Covid-19: Anvisa autoriza estudo com vacinas da BioNTech e Pfizer no Brasil

A agência reguladora aprovou nesta terça-feira (21 /07) a realização de novos estudos da fase 3 com mil voluntários no país

atualizado 21/07/2020 15:45

ampolas de vacinaYoungvet/Getty Images

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta terça-feira (21/7) a aprovação de um novo estudo com duas candidatas a vacina contra a Covid-19 no país. Trata-se da BNT162b1 e BNT162b2, desenvolvidas pelas empresas BioNTech e Pfizer.

Os ensaios clínicos destes dois métodos de imunização estão sendo conduzido em várias partes do mundo e alcançarão, ao todo, 29 mil voluntários. No Brasil, está prevista a participação de mil voluntários recrutados nos estados de São Paulo e da Bahia.

As imunizações que serão aplicadas são baseadas em ácido ribonucleico (RNA), que codifica um antígeno específico do vírus Sars-CoV-2. O esperado é que o RNA seja traduzido pelo organismo humano em proteínas que irão induzir uma resposta imunológica do corpo.

O ensaio clínico será controlado com placebo e randomizado e pretende avaliar a segurança e a eficácia da vacina. Este é o terceiro estudo de vacinas a ser conduzido no país.

0

 

 

Últimas notícias