metropoles.com

Médico quer “ressuscitar” cadáveres ao fazer transplante de cabeça

Segundo o médico, é possível reconectar a médula óssea de um corpo a outro e, por meio estímulos elétricos, ressuscitar a pessoa e recuperar todos os movimentos dela

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
medico345
1 de 1 medico345 - Foto: Reprodução

Um neurocirurgião está causando polêmica entre os profissionais da área. Sergio Canavero, de Turin, Itália, quer fazer o primeiro transplante de cabeça em humanos. Segundo Sergio, é possível reconectar a médula óssea de um corpo a outro e, por meio estímulos elétricos, ressuscitar a pessoa e recuperar todos os movimentos dela.

Sergio já tem um voluntário, um homem russo, Valery Spiridonov, que não tem os movimentos de parte do corpo, segundo o jornal Daily Mail. No artigo que o médico publicou em um revista científica, ele faz um paralelo com a história de Frankenstein, onde um cientista dá vida a um monstro por meio de descargas elétricas.

Reprodução

“O processo de desintegração da morte não é imediata. Colocamos o nome desse efeito de ‘efeito Frankenstein”, diz o médico na revista. Segundo Sergio, testes já foram feitos em animais. No entanto, em um cachorro foi feito apenas a reconstrução da medula espinhal.

Já na China, os cientistas conseguiram fazer um transplante de cabeça em um macaco, mas não conectaram a medula espinhal e o animal ficou sem os movimentos. Sergio pretende fazer a cirurgia em humanos no ano que vem.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações