Joe Biden após G20: “Não fui eleito para estar bem em pesquisas”

O presidente norte-americano afirmou, neste domingo, que foi eleito para tratar da pandemia e das questões climáticas e econômicas do país

atualizado 31/10/2021 17:30

Joe Biden na assembleia da ONUEduardo Munoz-Pool/Getty Images

Em pronunciamento após reunião do G20 neste domingo (31/10), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que não concorreu às eleições presidenciais para estar bem em pesquisas de intenção de voto.

Questionado por jornalista durante entrevista coletiva sobre a queda na aprovação de seu governo pelo povo americano e pelo retorno do ex-presidente Donald Trump às pesquisas de intenção de voto, Biden foi enfático:

“Fui eleito para combater a pandemia de Covid-19, liderar o país nas mudanças climáticas necessárias e para fazer o crescimento econômico com mais justiça. Fui eleito para mudar a agenda de investimentos e trazer empregos, não para estar bem em pesquisas”, disse o líder norte-americano.

Após presidir sua primeira cúpula do Grupo dos 20 (G20), realizada em Roma, na Itália, Biden ainda ressaltou que o mundo deve consumir menos combustíveis fósseis. “Precisamos fazer mudanças significativas. Não será da noite para o dia, mas precisamos buscar o mais rapidamente possível fontes de energia sustentável”, completou.

Biden acredita que é possível chegar à redução do consumo de combustíveis fósseis e diminuir o nível de poluentes devido aos investimentos que os EUA têm feito no setor.

“O que estamos propondo e o que começamos é lidar com as montadoras para se comprometerem a fabricar carros elétricos, garantir que tenhamos investimentos em baterias, tecnologia para que tenhamos capacidade de gerar transporte público”, disse Biden.

Mais lidas
Últimas notícias