Eleições nos EUA: Twitter suspende perfis de direita por ações coordenadas

Segundo a rede social, elas violaram regras que proíbem ações coordenadas, como a publicação de conteúdo idêntico de forma articulada

atualizado 03/11/2020 21:11

O Twitter suspendeu várias contas de veículos de notícias de direita criadas recentemente. Segundo a rede social, elas violaram regras que proíbem ações coordenadas e, por isso, vetam a publicação de conteúdo idêntico de forma articulada entre diferentes contas, assim como a prática de comportamento automatizado.

A informação é da Folha de São Paulo. Um dos veículos suspensos, SVNewsAlerts, tinha 69 mil seguidores na semana passada. A conta publicava alertas sobre problemas durante a votação e questionava a segurança e confiabilidade da eleição, ecoando discurso do presidente Donald Trump e seus seguidores mais radicais.

No Facebook, a página com o mesmo nome permanece ativa e tem mais de 20 mil seguidores.

Outras contas suspensas pelo Twitter são FJNewsReporter, Crisis_Intel e Faytuks.

Regulamento das redes sociais

Não é a primeira vez que o Twitter tira do ar contas ou até mesmo publicações pontuais por conta de violação dos regulamentos da página. O presidente Trump, por exemplo, uma das vozes mais controversas da rede, já foi pego violando as novas normas do Twitter.

Este ano, ele teve alguns dos seus tuítes rotulados como fakenews. Acusado, respondeu afirmando que as principais empresas de mídia social são tendenciosas, ameaçando “regulamentar fortemente ou fechá-las”, em resposta.

0

 

Últimas notícias