Rueda compara seleção chilena com vinho: “Quanto mais velha, melhor”

O treinador também alertou para o perigo de enfrentar o atacante peruano Paolo Guerrero, com quem trabalhou no Flamengo

Alexandre Schneider/Getty ImagesAlexandre Schneider/Getty Images

atualizado 02/07/2019 21:40

Reinado Rueda comparou, nesta terça-feira (02/07/2019), a seleção chilena com o vinho. Segundo o treinador colombiano, quanto mais velhos ficam seus jogadores, melhores são suas atuações. “O jogador chileno é como o vinho, quanto mais envelhecido mostra mais qualidade e isso está sendo demonstrado por esta geração”, disse o comandante na véspera do duelo com o Peru na semifinal da Copa América, em Porto Alegre, na Arena do Grêmio.

Rueda lembrou que no final de 2017, quando o Chile ficou fora da Copa do Mundo da Rússia, os jogadores foram submetidos a duras críticas e praticamente “despejados da equipe nacional”. “Mas eles tiveram caráter e misticismo para se recuperarem, se recuperaram em seu melhor nível e a maior parte desse grupo é o mesmo que agora está a dois jogos de ganhar a terceira Copa América consecutiva.”

O treinador alertou para o perigo de enfrentar o atacante peruano Paolo Guerrero, com quem trabalhou no Flamengo. “Paolo é um goleador de tempo integral, contundente, eficaz. No Flamengo pude ver sua qualidade como pessoa, além do que como ele é profissional e como ele treina”, disse o técnico, que pediu “concentração total” de seus jogadores para anular suas qualidades.

Sobre o risco de Arturo Vidal e Charles Aránguiz ficarem de fora de uma final hipotética, por causa de um cartão amarelo, Rueda enfatizou a importância deles jogarem sem pensar nesse problema. “Espero que eles tenham bom comportamento e possam jogar sem essa limitação para que possamos avançar na competição.”

Apesar da força do grupo, Rueda reconheceu que não existe um bom trabalho nas categorias de base do futebol chileno. “Não conseguimos revelar o número de jogadores que precisamos”. “No momento somos a única equipe sul-americana que não tem jogadores sub-23”, enfatizou Rueda, que qualificou este situação como “preocupante”.

Últimas notícias