Gasperini: o nome à frente do sucesso do surpreendente Atalanta

O estreante na Champions não só passou pela primeira fase, como já está nas quartas de final, tendo goleado em ambas as partidas das oitavas

atualizado 13/03/2020 22:43

Gasperini e o escudo da AtalantaNicolò Campo/Getty Images

O então 4º colocado do Campeonato Italiano e recém-classificado para as quartas de final da Liga dos Campeões, Atalanta, está cada vez melhor na Itália e surpreendendo os fás do futebol europeu. O estreante na liga continental não só passou pela fase de grupos, como já está nas quartas de final, tendo goleado em ambas as partidas das oitavas.

Além dos jogadores, o principal responsável por isso é o italiano Gian Piero Gasperini, de 62, treinador do Atalanta. Ele chegou para a temporada de 2016/17 e, instantaneamente, mudou a cara do clube.

Seu antecessor, Edy Reja, também italiano, ficou dois anos no cargo e não alcançou grandes feitos com o clube, tendo terminado a época 2015/16 na 13ª posição do Italiano. Quando Gasperini tomou a posição, logo no primeiro ano de trabalho, a equipe ficou entre os quatro melhores do campeonato nacional, em 4º.

A partir daí, com exceção da temporada 2017/18, quando terminou em 7º, a regularidade virou rotina no Atalanta.

Mudança de patamar

Ao fim da campanha de 2018/19, a equipe chegou em 3º do Campeonato Italiano. Esta classificação possibilitou a oportunidade de jogar os playoffs da Liga dos Campeões 2019/20.

A percepção tática é um ponto que difere Gasperini de Edy Reja. O treinador anterior colocava o time para jogar no 4-3-3, enquanto Gian ousa um 3-4-2-1. O desenho tático do atual comandante empurra o time na direção do gol adversário, propondo um jogo mais ofensivo.

Não à toa as estatísticas de gols marcados e média de gols do Atalanta aumentou consideravelmente após a chegada de Gasperini. No último ano de Edy Reja, o clube teve média de 1,25 de gols por jogo, tendo marcado 55 no ano e sofrido 54. Veja como os números mudaram de 2016/17 adiante:

2016/17
75 gols – média de 1,78 por jogo
Gols sofridos: 45

2017/18
81 gols – média de 1,55 por jogo
Gols sofridos: 52

2018/19:
106 gols – média de 2,12 por jogo
Gols sofridos: 57

2019/20 (em andamento)
87 gols (em 34 jogos) – média de 2,55 por jogo
Gols sofridos: 52

Sede de resultados

A importante e marcante classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões, conquistada na última terça-feira (10/03), contra o Valencia, é o resultado de uma série de êxitos. Para chegar à competição europeia, Gasperini subiu degrau por degrau.

O primeiro, ainda em 2016/17, surgiu quando chegou às oitavas da Copa da Itália. Depois, na temporada seguinte, o Atalanta pulou vários degraus e foi semifinalista da copa. Não satisfeitos, foram vice-campeões em 2018/19, perdendo o título para a Lazio.

Com o adiamento da Liga dos Campeões, a equipe irá passar um longo tempo aguardando o rival para a próxima fase da competição. Quanto ao Italiano, a 4ª posição também seguirá tomada pelo Atalanta até que a competição retorne da pausa por causa do coronavírus.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias