Os Prettos, dupla formada pelos irmãos Magnu Sousá e Maurilio de Oliveira, desembarca em Brasília neste sábado (13/2), para participar do projeto O Século do Samba, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

O show será uma chance de conhecer parte da trajetória dos cantores e compositores, que estão na estrada há mais de 20 anos. Os ingressos estão esgotados, mas é possível assistir ao show gratuitamente por meio do telão instalado no hall do CCBB.

No repertório, “Além dos Meus Sentidos”, canção inédita feita em parceira com Wilson das Neves, “No Meio do Salão”, gravada por Maria Rita, e “Migração”, por Jair Rodrigues, entre outras.

Em 2000, Magnu e Maurilio lançaram o primeiro disco da carreira, “Riqueza do Brasil”, ainda como integrantes do Quinteto em Branco e Preto, que também contava com Everson, Vitor Pessoa e Yvison Pessoa.

O grupo ainda lançou os CDs “Sentimento Popular” (2003). “Patrimônio da Humanidade” (2008) e “Quinteto” (2012), antes de encerrar as atividades em 2014. Por questões pessoais, os outros integrantes decidiram sair, ficamos só os dois irmãos.

Mas o tempo com o quinteto foi bom. Nossa madrinha no samba é a Beth Carvalho e, ao lado dela, gravamos DVDs e fizemos shows na Europa e na África. Foi ela quem batizou o grupo, primeiro, como Café com Leite, depois com o nome que ficou, Quinteto em Branco e Preto"
Maurílio de Oliveira, cantor e compositor

Agora, como Os Prettos, Magnu e Maurilio rodam o Brasil com os projetos Pelo Telefone e Pandeiro e Cavaquinho. O primeiro celebra o centenário do samba; o segundo privilegia o repertório autoral da dupla.

“Pelo Telefone tem uma pegada teatral. Usamos terno, temos a companhia de quatro ritmistas e antes de cada música fazemos interações como se Cartola e outros bambas nos telefonassem para contar a história daquela música. É uma apresentação para nenhum fã de samba botar defeito”, descreve Maurílio.

Para 2016, eles também preparam o álbum de estreia da dupla, “Essência da Origem”. “Vão ser 12 composições inéditas, que contemplam os vários tipos de samba. Nosso plano é lançá-lo até abril”.

Além do show “Samba Novo” com Os Prettos e João Martins (sábado, 3/2, às 21h), O Século do Samba traz  “Terreiro e Carnaval”, com Monarco e Nei Lopes. (domingo,14/2, às 20h); e “Partido-alto, Samba de Fato”, com Leci Brandão e Tantinho da Mangueira (segunda,15/2, às 20h).

Até 15/2, no Centro Cultural Banco do Brasil (Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 2, Lote 22; 3108-7600) Ingressos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Esgotados. Classificação indicativa livre.