Alice rebate Nana Caymmi: “Nunca pedi a aprovação de ninguém”

O desabafo recebeu apoio de diversos artistas, como Cleo Pires, Maria Gadu, Teresa Cristina e Fernanda Lima

atualizado 30/03/2019 12:25

Divulgação

Alice Caymmi não gostou nada da entrevista dada pela tia à Folha de São Paulo. Na publicação, Nana Caymmi elogia a gestão de Bolsonaro e faz duras críticas aos ex-parceiros de palco Chico Buarque, Caetano e Gilberto Gil. “Tudo chupador de pau de Lula“, disparou. Ela também questionou os atuais rumos da carreira da sobrinha: “Eu tinha muita esperança de que ela fosse para o meu caminho. Achei que Alice ia dar mel, mas não deu”, afirmou a veterana.

Depois da repercussão, a neta de Dorival Caymmi usou as redes sociais para fazer um desabafo e rebater as ofensas de Nana. “Cantar não é nem nunca foi um peso pra mim, cantar me liberta. Porém a que custo consegui chegar até aqui? A custo de muita rejeição e por vezes violência, violência essa que perdura e se estende até a quem não tem nada a ver com isso”, confessou.

Nunca pedi aprovação de ninguém, nunca pedi ajuda, nunca pedi um real, mas decido exigir respeito. Não concordo em nenhuma instância com o que pessoas que compartilham meu sangue pensam e fazem

Alice Caymmi

De acordo com Alice, as feridas que carrega em relação à família não se estendem aos pais, Danilo e Simone Caymmi. “Decidi, a partir do dia de hoje, não esconder o que tanto me machucou. Eu sigo sempre viva e forte, quer queiram quer não. Quem precisou de mim, sabe que eu estava lá. Quem conheceu Dorival, sabe a neta que sou e que sempre fui”, concluiu.

Com mais de oito mil curtidas, a postagem recebeu comentários de diversos artistas, como Cleo Pires, Maria Gadu, Teresa Cristina e Fernanda Lima, entre outros. Além das filhas de Gilberto Gil , que também manifestaram em apoio à cantora. “Estrela nasceu para brilhar”, disse Bela. “Você é luz baby! Rainha dos Raios para sempre. Tá tudo certo com você! Siga seu caminho em paz”, completou Preta.

View this post on Instagram

Durante aproximadamente dez anos de carreira me foi perguntado o que significa fazer parte da minha família de sangue. Falava-se em um peso, uma carga. Cantar não é nem nunca foi um peso pra mim, cantar me liberta. Porém a que custo consegui chegar até aqui? A custo de muita rejeição e por vezes violência, violência essa que perdura e se estende até a quem não tem nada a ver com isso. Nunca pedi aprovação de ninguém, nunca pedi ajuda, nunca pedi um real, mas decido exigir respeito. Não concordo em nenhuma instância com o que pessoas que compartilham meu sangue pensam e fazem. É muito difícil ser coerente com um coro grego tragicômico atrás. Uma espécie de neurose woodyana. Decidi a partir do dia de hoje, não esconder o que tanto me machucou. Felizmente isso não se estende também a minha família mais próxima, meu pai e minha mãe. Aqueles que tanto queriam que eu nascesse apesar de outros não. Eu sigo sempre viva e forte quer queiram quer não. Quem precisou de mim, sabe que eu estava lá. Quem conheceu Dorival, sabe a neta que sou e que sempre fui. Kawô Cabiecilê

A post shared by Alice Caymmi (@alicecaymmi) on

Últimas notícias