*
 

A ação da Polícia Militar para coibir manifestantes contrários ao governo Michel Temer durante um ato feito em 31 de agosto foi alvo de representação da deputada federal Erika Kokay (PT-DF).

A parlamentar ofereceu, nesta sexta-feira (16/9), denúncia à Procuradoria-Geral de Justiça do Distrito Federal e Territórios contra PMs do 6º Batalhão e do Batalhão de Choque. A petista acusa os militares de “prática de violência policial, abuso de autoridade e tortura praticados contra manifestantes e movimentos sociais”.

Segundo a deputada, os policiais avançaram sobre os manifestantes pela retaguarda, lançando gás de pimenta, bombas de efeito moral e agredindo manifestantes com cassetetes e balas de borracha.

“A desastrosa Operação da Polícia Militar culminou com a condução de alguns jovens participantes da manifestação democrática para a 5ª Delegacia de Polícia Civil do DF”, diz a parlamentar na representação.

Por meio de nota, a PMDF informou que, até o fim da tarde desta sexta (16), não tinha sido notificada oficialmente a respeito do fato.

 

 

 

COMENTE

Dilma RousseffProtestoPMDF
comunicar erro à redação

Leia mais: Segurança