Categorias: Segurança

Bandidos explodem caixas eletrônicos no Pier 21, atiram em PMs e fogem

Cinco bandidos fortemente armados, um deles com fuzil, explodiram dois caixas eletrônicos no shopping Pier 21, na madrugada desta segunda-feira (22/10). O grupo amarrou os vigilantes que faziam a segurança do centro comercial. Durante a fuga, trocaram tiros com policiais militares. Um dos carros utilizados pelo criminoso foi abandonado no acesso que vai da L4 Sul para a L2 Sul.

O grupo disparou pelo menos oito vezes contra os policiais, que revidaram. Há informações de que um dos bandidos ficou ferido. Os militares estão ilesos. Ninguém foi preso até a publicação desta reportagem.

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), cinco bandidos vestidos com balaclavas – para tapar os rostos – chegaram em uma Mitsubishi Pajero, mas um deles permaneceu no veículo. Enquanto isso, os outros quatro entraram por trás do shopping. Um dos suspeitos portava uma pistola e rendeu um segurança. Naquele momento, o restante do grupo montou os explosivos.

Destruição causada no Pier 21 pelos explosivosmore
Ação teve vigilantes amarradosmore
Destruição causada pelos explosivosmore
Destruição causada pelos explosivosmore
Destruição causada pelos explosivosmore
Destruição causada pelos explosivosmore
Viatura da PMDF foi atingida por disparos dos bandidosmore
Policiais revidaram os tiros e acertaram o carro utilizado pelos criminososmore
Marcas das balas no para-brisamore
Cédulas falsas espalhadas pelos bandidosmore
Na fuga, o bando deixou cartucho de munição na pistamore
Luva utilizada pelos criminosos, supostamente para não deixar impressões digitais no local da explosãomore
Bandidos também lançaram na pista objetos para furar pneus das viaturas da PMDFmore
Corporação apreendeu pote com os objetosmore

 

A Polícia Militar foi acionada por volta das 3h20, por um dos vigilantes do local. Na ligação, ele informou ter ouvido dois estrondos e vários tiros. Relatou, ainda, que havia pessoas rendidas no chão.

De acordo com a corporação, um dos bandidos se feriu na explosão. Quando um comparsa foi socorrê-lo, um dos seguranças conseguiu fugir. A PMDF informa que os criminosos explodiram dois dos quatro caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal no Pier 21. Porém, a quantia levada por eles ainda não foi calculada. Além disso, durante a fuga, o grupo lançou sobre a pista objetos pontiagudos de metal, com objetivo de furar pneus das viaturas da PM e, assim, dificultar a perseguição.

 

Mirelle Pinheiro

Formada em jornalismo na Universidade Paulista (Unip), atuou como produtora na TV Record e TV Brasília. Trabalhou na cobertura de política para a TV Cidade Verde, do Piauí, e produziu reportagens para a área de comunicação da Procuradoria-Geral da República (PGR). Foi repórter no Correio Braziliense durante três anos, com passagens pelas editorias de Economia e Web. Faz parte da equipe de Cidades do Metrópoles. Conquistou os prêmios Sebrae e Petrobras de Jornalismo, na categoria estadual. Em 2017, ganhou o prêmio CNT de Jornalismo.

Últimas notícias

Bolsonaro diz que deportação de brasileiros é direito dos EUA

Neste sábado, um voo fretado com cerca de 50 imigrantes ilegais chegou a Belo Horizonte (MG)

2 minutos passados

LinkedIn, Facebook, Instagram, Tinder: famosos aderem ao meme

A proposta é simples, basta fazer um mosaico com as fotos que representam você em cada uma das redes sociais

3 minutos passados

BBB20: Flayslane diz ser alvo de preconceito por ficar bêbada

Enquanto outros integrantes da casa causavam bastante confusão na festa, a sister abriu o coração para o brother

8 minutos passados

Ex-BBB termina noivado na França e quer ser atriz no Brasil

A piauiense disse que está de volta para fazer uma comédia musical no Rio de Janeiro e que sempre quis…

9 minutos passados

Carro roubado capota após perseguição policial no DF

O caso aconteceu no P Sul. Dois jovens, de 18 e 15 anos, foram detidos

32 minutos passados

Homem é preso por se masturbar em frente a esmaltaria

Ato foi filmado pelo circuito de TV do estabelecimento, o que facilitou a localização do suspeito

35 minutos passados