metropoles.com

Advogado de 67 anos é encontrado morto em Ceilândia

Vítima teria sido asfixiada em cima da própria cama. Polícia acredita que o companheiro dele, um jovem de 20 anos, seja o autor do crime

atualizado

Compartilhar notícia

Arquivo pessoal
Francisco Simão, advogado
1 de 1 Francisco Simão, advogado - Foto: Arquivo pessoal

O advogado Francisco Simão de Araújo, 67 anos, foi encontrado morto com sinais de asfixia dentro da própria casa, na QNN 23 de Ceilândia, nesta quarta-feira (18/10). Agentes da 19ª DP foram acionados por moradores da quadra, que sentiram um forte cheiro vindo do imóvel. Ao checarem a ocorrência, os policiais acharam o corpo, já em estado de decomposição, em cima da cama.

Francisco foi visto com vida pela última vez no domingo (15). De acordo com o relato de vizinhos aos investigadores, o advogado chegou em casa por volta das 20h30 com o namorado e, pouco depois, escutaram os dois brigando. Em seguida, a discussão acabou. O rapaz, de 20 anos, é o principal suspeito do crime.

“Os vizinhos informaram sobre esse relacionamento amoroso. Encontramos áudios no celular da vítima nos quais ela reclamava do suspeito. Segundo Francisco, o namorado queria que eles morassem juntos, mas o advogado se opunha”, afirmou o delegado Fernando Fernandes, da 19ª DP.

Até a última atualização desta reportagem, a Polícia Civil estava em busca do jovem, considerado foragido.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações