PF cumpre novos mandados de busca em operação que apura fraudes no DF

A investigação constatou que um dos investigados da operação, ligado à Força Sindical, vem utilizando a sua companheira como “laranja”

atualizado 14/05/2021 11:18

Policia Federal - PFRafaela Felicciano/Metrópoles

A Polícia Federal cumpriu nesta sexta-feira (14/2) dois mandados de busca e apreensão em desdobramento da Operação Registro Espúrio para apurar crimes de ocultação de bens e valores obtidos a partir dos lucros decorrentes das fraudes nas restituições de contribuição sindical no Ministério do Trabalho.

A investigação constatou que um dos investigados da operação, ligado à Força Sindical, vem utilizando a sua companheira como “laranja”, transferindo para ela bens e valores, com o objetivo de burlar uma ordem da 12ª Vara Federal do DF, que decretou a indisponibilidade de seu patrimônio.

As diligências apontam que o investigado transferiu o próprio apartamento em que reside para o nome de sua companheira, simulando um contrato de compra e venda, para fins de livrar o imóvel da constrição judicial.

Os envolvidos responderão pelo crime de lavagem de dinheiro, cuja pena pode chegar a 10 anos de prisão. Esta fase da operação faz parte do processo sistemático e contínuo adotado pela Polícia Federal de constrição do patrimônio dos membros das organizações criminosas voltadas ao desvio de recursos públicos, com o principal objetivo ressarcir o erário.

Últimas notícias