metropoles.com

Bad Girls: grupo especializado em furtar shoppings é alvo de operação

Maria Edinoria e Uatila Brailon integram organização criminosa alvo da operação Bad Girls. As prisões foram feitas pela Polícia Militar

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Frame colorido de quadrilha envolvida em furto de lojas em shoppings - Metrópoles
1 de 1 Frame colorido de quadrilha envolvida em furto de lojas em shoppings - Metrópoles - Foto: Reprodução

Duas pessoas envolvidas no furto a uma perfumaria do Distrito Federal, em outubro deste ano, foram presas pela Polícia Militar do DF (PMDF) nessa quarta-feira (15/11), próximo ao Shopping Conjunto Nacional.

Segundo a corporação, os suspeitos são Maria Edinoria Pereira da Silva, 43 anos, e Uatila Brailon Pereira Tavares, 24 anos. Ambos integram uma organização criminosa especializada em furtos de lojas de shoppings.

No momento da prisão, Maria e Uatila estavam com uma TV de 55 polegadas, uma boneca polly pocket, um kit manicure, esponja de maquiagem, esmalte, pincel de maquiagem, batom, cinto, mochila e outros objetos furtados.

Os autores estavam sendo investigados pela 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) por um furto a uma loja de perfumes no Conjunto Nacional, em 12 de outubro. Na data, a dupla, bem como Monica Ferreira de Souza Corat, 19 anos, Thiago dos Santos Brito, 30, e uma adolescente, também integrantes da organização criminosa, levaram 22 frascos de perfume, avaliados em R$ 15 mil.

Conforme relatado pelas autoridades, a investigação que levou nessa quarta à Operação Bad Girls apontou, ainda, que a quadrilha utilizava adolescentes durante os crimes. Esses menores ficavam responsáveis por guardar os objetos furtados e assumiam as práticas criminosas em caso de abordagem policial.

0

Em 24 de outubro aconteceu a primeira fase da operação. Na data, equipes da 5ªDP cumpriram oito mandados de busca e apreensão e quatro ordens judiciais de prisão temporária contra dois homens e duas mulheres integrantes da organização criminosa.

Na ocasião, apenas Rayssa Rosa da Silva, 18 anos, foi presa. Em depoimento, a suspeita confessou integrar a organização criminosa e ter participado de furtos cometidos pelo bando em uma outra loja, situada em um shopping de Goiânia.

Todos os detidos foram indiciados pelos crimes de organização criminosa, corrupção de menores e furto qualificado. Se condenados, as penas somadas podem chegar a 20 anos de prisão.

Monica Ferreira de Souza Corat e Thiago dos Santos Brito estão foragidos.

Monica Ferreira de Souza Corat
Thiago dos Santos Brito

A divulgação das imagens dos autores e dos bem furtados foi autorizada pela Polícia Civil do Distrito Federal para que outras vítimas possam reconhecê-los.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações