*
 

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, sancionou, nesta terça-feira (3/7), uma lei que autoriza a criação de mais 1,4 mil cargos na carreira de atividades penitenciárias. Apesar de a notícia ter dado expectativas a um grupo de pessoas que passaram no último concurso público, o GDF ponderou e disse que novas nomeações dependem do equilíbrio fiscal do DF.

Caso sejam chamados, a maioria dos agentes será enviada para trabalhar nos quatro novos centros de detenção provisória em construção na capital do país. A sanção foi assinada pelo chefe do Executivo local em solenidade no Palácio do Buriti. O texto será publicado no Diário Oficial do DF. Servidores do sistema penitenciário e aprovados em concurso para a área acompanharam o ato.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, com os novos centros serão 3,2 mil vagas abertas no sistema prisional. A estimativa é que os espaços sejam inaugurados no início de 2019

Convênio
Cada um dos novos presídios terá capacidade para 800 internos. Foram investidos R$ 112 milhões, dos quais R$ 80 milhões vêm do convênio firmado com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Além das quatro cadeias, o consórcio responsável pela obra deve entregar dois módulos de recepção e revista, cinco guaritas, quatro reservatórios de água, 16 módulos de vivência e dois módulos de saúde (Com informações da Agência Brasília).