Um grave acidente interditou trecho da BR-040, principal via que dá acesso a estados como Minas Gerais e Rio de Janeiro, neste sábado (22/12), às vésperas do Natal. O bloqueio, nos dois sentidos, foi feito na altura de Cristalina (GO). De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão envolveu dois ônibus, sendo um da cantora sertaneja Yasmin Santos, e um caminhão-tanque. Uma pessoa morreu e 12 ficaram feridas.

O acidente ocorreu no Km 77, por volta das 9h. Houve vazamento de etanol e, por causa disso, a pista foi interditada. A PRF pediu aos motoristas que evitassem a BR-040 neste sábado. Quem não puder seguir a recomendação vai encontrar um desvio pelas vias GO-010 e GO-436, totalizando 13km a mais.

A Concessionária Via 040, responsável pela administração da pista, posicionou uma viatura da empresa no entroncamento das duas faixas de rolamento com o objetivo de esclarecer a situação para os motoristas. “No ponto de congestionamento, uma equipe informa a opção de desvio”, destacou.

A empresa ressaltou ainda que a rodovia só será liberada após o trabalho de remediação do vazamento e transbordo da carga, “serviços de responsabilidade do transportador, que possui mecanismos, licença e seguro para este tipo de atividade”. A equipe especializada para conduzir situações como essa estava a caminho do local do acidente no começo da tarde deste sábado (22).

Assim que o Corpo de Bombeiros autorizar, já que a área encontra-se isolada, equipes da concessionária poderão atuar na retirada dos veículos e liberar o fluxo.

Um dos ônibus é da cantora Yasmin Santos, que não estava no coletivo. Destaque no sertanejo, a artista, de apenas 20 anos, se apresentou nessa sexta (21) na Shed Western Bar, casa noturna da capital federal localizada no Setor de Clubes Sul.

Pelo Twitter, Yasmin Santos se manifestou sobre o acidente: “Que aperto no coração”. Também nas redes sociais, a artista disse que, pela manhã, ela estava no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Um dos hits mais conhecidos dela é Saudade Nível Hard.

Segundo informações da PRF, no ônibus da cantora havia 18 pessoas. O motorista, de 41 anos, morreu. Um dos passageiros precisou ser retirado das ferragens. Foram deslocadas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros do DF. Socorristas da concessionária também ajudaram no trabalho de socorro às vítimas.

A PRF confirmou que o outro ônibus envolvido no acidente é de propriedade do Exército e era ocupado por 10 militares no momento da colisão. Nenhum deles se feriu, segundo a corporação.

Uma das vítimas mais graves foi levada de helicóptero dos Bombeiros para o Instituto Hospital de Base, em Brasília. Ela conduzia o caminhão que transportava combustível.

Dinâmica do acidente
Testemunhas disseram que o motorista do caminhão-tanque trafegava no sentido Cristalina-Distrito Federal. Ele teria perdido o controle do veículo e atingido a traseira do ônibus.

Neste momento, o motorista do caminhão foi tentar desviar e bateu de frente com o ônibus onde estava a equipe da cantora sertaneja. Os dois veículos saíram da pista e caíram no acostamento do sentido contrário. O corpo do motorista do ônibus da equipe de Yasmin Santos foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia (GO).

Arte/Metrópoles

 

De acordo com a concessionária, os motoristas enfrentam congestionamento de 8km no sentido Rio Janeiro e de 4 km em direção a Brasília. Solange Trindade, 52 anos, é uma das pessoas que enfrentou transtorno devido ao acidente na BR-040.

Segundo a funcionária do Ministério da Educação (MEC), a fila pela manhã era de, no mínimo, 4km. Ela informou ainda que havia várias viaturas dos bombeiros passando pelo local. “Estamos parados há mais ou menos uma hora. Isso porque estamos longe de onde ocorreu o acidente”, relatou.

O servidor público Messias Trindade, 42, disse que ficou pelo menos 40 minutos no congestionamento, a cerca de 2km de Cristalina. “Acredito que vai levar um tempo considerável para desenrolar. Estamos aguardando”, disse.

O caminhoneiro Alex Damásio Brito dos Santos, 49, relatou que leva de Luziânia para Joinville, Santa Catarina, uma carga de produtos de limpeza. “Precisaria estar no destino às 12h deste domingo [23]. O acidente atrasou tudo. Provavelmente, chegarei só na segunda [24]. Estou parado aqui desde às 9h. Cheguei assim que ocorreu o acidente. Foi um susto. Quando liberar, vai fluir. Muitos carros já foram embora”, assinalou.

Com destino a São Paulo, o também caminhoneiro Damásio Brito dos Santos, 49, ficou preso no engarrafamento. “Quando parei, o acidente havia acabado de ocorrer. Acompanhamos todo o atendimento dos bombeiros. No caminhão-tanque, só havia o condutor e uma mulher. O socorro chegou rápido”, contou.