Ibaneis alcança 44,1% das intenções de voto e soma mais que todos os adversários juntos, diz pesquisa Metrópoles/Ideia

Candidato à reeleição, Ibaneis Rocha também lidera a pesquisa espontânea, como preferido de 34% dos eleitores brasilienses

atualizado 20/09/2022 9:56

Fotografia colorida de homem de camisa abraçando mulher com pessoas ao redor Hugo Barreto/Metrópoles

O governador do Distrito Federal e candidato à reeleição, Ibaneis Rocha (MDB), tem 44,1% das intenções de voto, segundo a pesquisa Metrópoles/Ideia, divulgada nesta segunda-feira (19/9). O percentual é maior do que a soma das intenções de voto de todos os outros rivais juntos: 32,6%.

Essa pesquisa é estimulada, modelo em que os nomes dos candidatos registrados são apresentados aos entrevistados e estes apontam em quem votariam se as eleições fossem hoje.

Atrás de Ibaneis, em segundo lugar, está Leila do Vôlei (PDT). Ela foi escolhida como candidata de 10% dos eleitores. Paulo Octávio (PSD) aparece em seguida no levantamento, com 8,5%.

Leandro Grass (PV) soma 6% das intenções de voto dos brasilienses. Já Izalci (PSD) tem 5,5%. Robson (PSTU) foi escolhido por 1,1% dos eleitores, e Keka Bagno (PSol) possui preferência de 0,8% dos votantes. Teodoro Cruz Téo (PCB) tem 0,5%; e Lucas Salles (DC), 0,2%. Coronel Moreno (PTB) não pontuou.

A pesquisa Metrópoles/Ideia aponta que 19,3% dos eleitores do DF ainda não sabem em quem votar. Em contrapartida, 4% responderam que votarão branco ou nulo.

Confira o resultado da pesquisa estimulada para o Governo do Distrito Federal:

Imagem colorida de gráfico de pesquisa eleitoral

No levantamento anterior contratado pelo Metrópoles ao Instituto Ideia, divulgado no dia 18 de agosto, Ibaneis pontuou com 39,9% das intenções de voto. Leila tinha 9% e Paulo Octávio somava 7,2%. Izalci Lucas foi indicado como o candidato de 6,2% do eleitorado.

Espontânea

A pesquisa Metrópoles/Ideia também testou o desempenho dos candidatos de forma espontânea, em que os nomes dos postulantes não são apresentados aos entrevistados.

Nesse cenário, Ibaneis soma 34% das intenções de voto. Leila do Vôlei tem 3,4%, enquanto Paulo Octávio foi escolhido por 3% dos eleitores. Leandro Grass aparece no levantamento com 1,8% da preferência do eleitorado. Já Izalci soma 1%.

A pesquisa aponta que Robson seria votado por 0,5%, caso as eleições fossem hoje. Keka tem 0,4% das intenções de voto, seguida de Teodoro Cruz Téo, com 0,3%. Rafael Parente (PSB) também pontuou no levantamento, mas ele retirou a própria candidatura para apoiar Leandro Grass.

Confira o resultado da pesquisa espontânea para o Governo do Distrito Federal:

Imagem colorida de gráfico de pesquisa eleitoral

Rejeição

A pesquisa Metrópoles/Ideia avaliou a rejeição que os eleitores têm em relação aos candidatos ao GDF. Keka Bagno aparece em primeiro lugar, com rejeição de 18% do eleitorado, seguida de Ibaneis Rocha, que soma 17,7%.

Leila do Vôlei tem 17% de rejeição, enquanto 15,6% dos eleitores disseram que não votariam de jeito nenhum em Izalci.

Já Leandro Grass tem a aversão de 13,6% dos eleitores; Paulo Octávio, 12,7%. Logo atrás estão: Robson, com 10,9% de rejeição; Coronel Moreno, que soma 9,1%; Lucas Salles, rejeitado por 7,3%; e Teodoro Cruz Téo, com 7%.

Segundo a pesquisa, 21,3% dos eleitores não rejeitam nenhum dos candidatos a governador ou governadora do DF, e 23,3% não souberam responder.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0
Pesquisa

A pesquisa Metrópoles/Ideia ouviu 1,2 mil pessoas com 16 anos ou mais, todas com Título de Eleitor, entre os dias 14 e 19 de setembro.

A margem de erro estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, considerando nível de confiança de 95%.

Utilizou-se a metodologia de pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado, por meio de inquérito telefônico, junto a uma parcela representativa do eleitorado do DF.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números BR-00056/2022 e DF-03544/2022.

Mais lidas
Últimas notícias