Foi bom enquanto durou. Preço da gasolina volta a subir no DF: R$ 4,35

Segundo o sindicato dos donos de postos, momento é de recomposição de caixa após achatamento de margens de lucro nas últimas semanas

JP Rodrigues / Especial para o MetrópolesJP Rodrigues / Especial para o Metrópoles

atualizado 22/07/2019 18:21

Após 14 dias de queda de preços nos postos de combustível do Distrito Federal, a gasolina voltou a sofrer reajustes repassados ao consumidor. Se até o último fim de semana valores abaixo de R$ 4 não eram incomuns nos estabelecimentos espalhados pela capital – um local vendeu a R$ 3,87 na quinta-feira (18/07/2019) –, nesta segunda (22/07/2019) ofertas acima de R$ 4,30 voltaram a aparecer aos montes.

De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF), Paulo Tavares, os donos de postos estão em momento de recomposição de caixa. “Recentemente, foram R$ 0,16 de queda de preço da refinaria para a distribuidora, somando Petrobras e ICMS. Entretanto, nesse período, a gasolina nas bombas baixou de quase R$ 4,60 para R$ 4,30, uma queda de R$ 0,30”, justifica. Segundo ele, os R$ 0,14 de diferença foram absorvidos pelas próprias distribuidoras e revendedoras.

Paulo ainda acusou os estabelecimentos que ofertam o combustível abaixo de R$ 4 de praticarem dumping, uma estratégia ilegal de combinar preços abaixo da média do mercado para quebrar concorrentes e, posteriormente, ocupar os espaços deixados por eles. “Um posto de gasolina simples, pequeno, com sete funcionários e que vende 150 mil litros por mês, não lucra R$ 15 mil mensais vendendo a R$ 3,99, sendo que só com empregados teria R$ 16 mil de custos. É inviável”, contesta.

Em pesquisa feita pela reportagem do Metrópoles, pelo menos dois postos no DF, ambos no centro de Taguatinga, ofertam atualmente gasolina a menos de R$ 4. Outro, no Setor de Oficinas de Taguatinga, vendia o combustível a R$ 4,09.

Veja a lista:

  • Nenen’s (Centro de Taguatinga) – gasolina: R$ 3,95 / álcool: R$ 2,99
  • Petrolino (Centro de Taguatinga) – gasolina: R$ 3,97 / álcool: R$ 2,98
  • Petrobras (Setor de Oficinas, Taguatinga) – gasolina: R$ 4,09 / álcool: R$ 3,15
  • Jarjour (206 Norte) – gasolina: R$4,30 / álcool: R$2,99
  • Jarjour (210 Norte) – gasolina: R$ 4,30 / álcool: R$ 3,099
  • Posto do Céu (Gleba 4, às margens da DF-180, Ceilândia) – gasolina: R$ 4,31 / álcool: R$ 3,07
  • Petrobras (410 Norte) – gasolina: R$ 4,31 / álcool: R$ 3,19
  • Auto Posto JK (411 Sul) – gasolina: R$ 4,31 / álcool: R$ 2,93
  • Posto Quadra 8 (Sobradinho, Quadra 8) – gasolina: R$ 4,32 / álcool: R$ 3,09
  • Posto Shell, Guará I – gasolina: R$ 4,31 / álcool: R$ 2,99
  • Posto Shell, Samambaia Sul – gasolina: R$ 4,31 / álcool: R$ 3,09
  • Posto Shell, Núcleo Bandeirante – gasolina: R$ 4,31 / álcool: R$ 2,99

Na última sexta-feira (19/07/2019), a Petrobras reduziu em R$ 0,0360 o preço médio do litro da gasolina nas suas refinarias. Com a mudança, o preço médio recuou 2,14%, para R$ 1,646/litro.

Últimas notícias