DF registra dezembro mais chuvoso dos últimos 7 anos, segundo Inmet

Dados correspondem ao intervalo entre 1º de dezembro e esta segunda-feira (27/12), quando as chuvas somaram 351,8 milímetros

atualizado 27/12/2021 18:22

Homem carrega guarda-chuvaHugo Barreto/Metrópoles

O Distrito Federal registrou o mês de dezembro mais chuvoso dos últimos sete anos, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A informação corresponde ao intervalo entre 1º de dezembro até a manhã desta segunda-feira (27/12), quando o somatório das chuvas chegou à marca de 311,3 milímetros.

Veja como ajudar as vítimas afetadas pelas fortes chuvas na Bahia

A previsão é que a última semana de dezembro, incluindo o réveillon, o céu de Brasília siga coberto por nuvens de chuva. O mesmo acontece na primeira semana de janeiro.

“A tendência vai ser de chuvas. Essa chuva vai aumentando e, a partir do dia 29, 30, seja com pouca abertura de sol”, informa o meteorologista do Inmet, Mamedes Luiz Melo. No período, os termômetros devem variar entre os 22 e 26°C.

Confira fotos das últimas chuvas no DF

0
Chuva vem, problemas aparecem

Alertas de temporais tem sido comuns na capital do país nas últimas semanas. A probabilidade de chuva é maior nos períodos de tarde/noite, quando são esperadas trovoadas. Dessa forma, é preciso atenção redobrada para quedas de vegetação, alagamentos e falhas elétricas, ocasionadas por defeitos na rede ou mesmo por raios.

0

 

Em uma das situações em que os brasilienses foram pegos de surpresa aconteceu nas obras de revitalização da W3 Sul, na primeira quinzena de dezembro. As novas calçadas que deixaram a passagem de pedestres nivelada não consideraram o período chuvoso e, agora, toda a água tem escorrido para dentro das lojas.

A situação tem afetado, por exemplo, Valdenice Pereira, dona de um estabelecimento localizado no Bloco B da quadra. “Ao invés de fazerem a quebra para a rua, fica tudo acumulado e acaba caindo aqui para dentro”, reclama.

A comerciante diz que durante a semana até consegue conter a força das águas utilizando diversos rodos. Se chover no fim de semana, quando a loja está fechada, no entanto, vai tudo para dentro do local. “Quando a gente chega, não dá para fazer mais nada”, lamenta.

Veja registros de como fica a loja durante as chuvas

 

Cuidado redobrado

João Mendes, dono de comércio no Bloco A, também passa pelo mesmo infortúnio. Como a loja dele é de conserto de eletrodomésticos, o cuidado tem sido redobrado para não se ter um prejuízo tão grande.

“Eles baixaram o nível da calçada e ficou pior do que já era. Coloquei um tapete de vinil, uma chapa e um papelão na porta para ver se contém um pouco”, relata.

Outro problema apontado é o acabamento em volta das tampas de esgoto e rede elétrica na calçada. Bem em frente ao estabelecimento dele, um destes tampões não está corretamente fechado, sendo perigoso para pedestres.

0

Mais lidas
Últimas notícias