Dengue registra 44.684 casos e 43 mortes no Distrito Federal

Boletim da Secretaria de Saúde aponta alta de 22% na comparação como ano passado. Ceilândia é a cidade com mais notificações

atualizado 21/09/2020 10:46

Metrópoles

Os casos de dengue cresceram 22,2% no Distrito Federal. Segundo o mais recente boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Saúde, até 5 de setembro, a capital registrou, em 2020, 44.685 notificações prováveis da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, contra 36.580 no mesmo período do ano passado. No total, 43 pessoas não resistiram à dengue neste ano.

0

Ceilândia é a cidade com o maior número de casos no DF, com 5.006 notificações. Logo em seguida, aparecem Gama (4.676), Santa Maria (3.741), Samambaia (3.564) e Taguatinga (3.286). A taxa de incidência é de 1.463,96 casos por 100 mil habitantes.

Em relação ao número de mortes, o boletim que detalha a Semana Epidemiológica (SE) nº 36 de 2020 — de 29 de dezembro de 2019 a 5 de setembro de 2020 —, houve queda. No mesmo período do ano passado, o DF registrou 48 óbitos, contra 43 deste ano. Além disso, a Secretaria de Saúde contabilizou, em 2020, 66 casos graves e 647 com sinais de alarme.

Gama concentra o maior número de mortes no período: 10. Em seguida, aparecem Ceilândia (4); Samambaia, Vicente Pires e Planaltina (3); e Sobradinho, Guará, Sobradinho 2, Lago Sul, Recanto da Emas, Taguatinga e Santa Maria (2).

Veja os sintomas mais comuns de dengue:

-Febre;
-Vômito;
-Enjoo;
-Dores de cabeça;
-Dores musculares; e
-Dores ao movimentar os olhos.

Últimas notícias