Covid: DF tem 99% dos leitos de UTI da rede pública ocupados nesta 6ª

Às 6h10, a lista de espera para leitos tinha 158 pacientes com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus

atualizado 12/03/2021 7:33

HranIgo Estrela/Metrópoles

A taxa de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTIs) voltadas para pacientes adultos com Covid-19 na rede pública do Distrito Federal está em 99%, nas primeiras horas desta sexta-feira (12/3). De acordo com o sistema InfoSaúde, do GDF, atualizado às 6h10, a ocupação atual de UTIs para tratamento do novo coronavírus, no geral, é de 95%.

No momento, há, na rede pública, 290 leitos para Covid-19 ocupados e 14 vagos. Destes, oito são pediátricos, quatro neonatais e dois adultos. Outros 42 estão bloqueados ou aguardando liberação.

A rede privada de saúde está com taxa de ocupação de 89% nesta manhã. São 286 leitos de UTI Covid ocupados, 36 disponíveis — destes, apenas um é pediátrico — e um bloqueado.

Além disso, a lista de espera por UTI na rede pública tinha 158 pessoas com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus aguardando leitos.

0
Providências do governo

Desde o surgimento da Covid-19 e até a última quinta-feira (11/3), o Distrito Federal notificou 312.956 infecções e 5.048 óbitos em decorrência da doença. Nas últimas 24 horas, foram 21 mortes e 1.858 novos casos na capital do país.

Diante do agravamento da pandemia, o Governo do Distrito Federal (GDF) assumiu uma série de compromissos com a população. A ampliação dos leitos de UTI é um deles. Segundo a Secretaria de Saúde, hoje o DF tem 673 leitos de UTI Covid, sendo 347 na rede pública e 326 na privada.

Apenas nos últimos 10 dias, foram abertos mais de 110 leitos. A pasta também trabalha na ampliação da oferta de leitos com suporte de ventilação mecânica e enfermaria, necessário para a recuperação de pacientes com Covid-19.

Também na quinta, a Saúde iniciou a ativação de mais 50 leitos UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nos hospitais de Base e de Santa Maria (HRSM). Dessa forma, a taxa de ocupação desses leitos no DF caiu de 99% para 84,36%.

O titular do Palácio do Buriti, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou investimento de R$ 36 milhões na construção de três novos hospitais de campanha. O governo também adotou medidas de distanciamento social, com lockdown parcial e toque de recolher. Por outro lado, segue com o plano de vacinação proposto pelo governo federal.

Últimas notícias