Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Conselheiros tutelares começam a ser vacinados no DF contra Covid-19

De acordo com Sejus, os cerca de 200 profissionais serão divididos em grupos, com 50 vagas cada, até que todos estejam imunizados

atualizado 20/04/2021 9:09

Paulo Mesquita/Secriança

Os cerca de 200 conselheiros tutelares do Distrito Federal foram incluídos dentro do grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19 na capital e já começaram a receber a primeira dose do imunizante. Para ao menos 50 deles, a vacinação ocorreu no fim da semana passada, no Guará, e outra leva reebeu autorização, nesta segunda-feira (19/4), para ser imunizada com a primeira aplicação, em Ceilândia.

A informação foi confirmada pelo secretário chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, durante coletiva de imprensa no Palácio do Buriti, quando explicou que a a categoria está nas ruas, exposta à Covid-19. Já os professores terão que esperar a chegada de novas doses para que comecem a ser imunizados contra a Covid-19.

“O comitê [de vacinação] autorizou, dentro da rubrica fiscalização de saúde, algumas categorias. Dentre elas, os conselheiros tutelares, em razão do trabalho que eles desenvolvem durante a pandemia. Esses profissionais foram autorizados e incluídos nas prioridades de vacinação. Alguns já foram vacinados na semana passada e os demais serão vacinados ao longo desta semana”, justificou.

Segundo Rocha, a titular da Secretaria de Justiça (Sejus), Marcela Passamani, solicitou a inclusão dos conselheiros tutelares. ” A Secretaria de Saúde informará à Secretaria de Justiça como se dará a vacinação ainda esta semana para que possam ser vacinados”, completou.

Até agora, de acordo com as informações do GDF, 50 conselheiros já foram vacinados. “Os demais serão vacinados ao longos dos próximos dias. Não posso afirmar que todos serão vacinados nesta semana e, se for possível, certamente ocorrerá”, continuou.

Filas

Na manhã desta segunda, após serem autorizados pelo governo, uma grande fila foi formada no ponto de vacinação instalado na cidade de Ceilândia. Como a inclusão dos novos integrantes do grupo prioritário ainda não havia sido comunicada oficialmente aos servidores, a espera durou algumas horas no ponto destinado à imunização da categoria. O maior problema foi como registrar a categoria no sistema, já que os conselheiros ainda não integram o grupo prioritário do Ministério da Saúde.

De acordo com a Secretaria de Justiça e Cidadania, após a autorização, uma leva de 50 conselheiros começou a ser vacinada na semana passada e outra seleção, com o mesmo número, será imunizada nesta semana. Ainda não se sabe onde será a aplicação da próxima leva, já que é escolhido o local de acordo com a proximidade das localizações dos conselhos.

Últimas notícias