com Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Brazil Jewelry Week: feira digital de joalheria moderna começa nesta semana

De quinta-feira (3/12) até o próximo dia 22, o evento reunirá 70 designers de diferentes países em uma plataforma on-line interativa

atualizado 02/12/2020 14:07

Modelo usa vermelho, com joias, e segura um sabre de luzBrazil Jewelry Week/Divulgação

A primeira edição do Brazil Jewelry Week aconteceu em setembro de 2019, em São Paulo. Em 2020, a pandemia não foi um impedimento para a continuação da iniciativa, que chega ao segundo ano. Pelo contrário, as limitações de contato social viraram uma oportunidade para ampliar o evento, que terá mais dias de duração, por meio de plataforma 100% digital e interativa. A partir desta quinta-feira (3/12) e até o dia 22 deste mês, a principal feira internacional de joalheria contemporânea da América Latina vai reunir 70 artistas de diferentes países.

Vem comigo!

Giphy/Chrissie Barban/Reprodução

De forma on-line e gratuita, o Brazil Jewelry Week tem o objetivo de fortalecer o potencial de joalheiros e também proporcionar renovação de técnicas, conceitos e materiais. Trata-se de uma forte troca de experiências comportamentais e criativas. O evento foi idealizado pela brasileira Chrissie Barban, que tem uma marca homônima.

“É cada vez maior a necessidade de expressão individual em uma sociedade globalizada e padronizada, sobretudo pela moda produzida em série”, destacou Barban, em comunicado. “A joalheria contemporânea preconiza, antes de tudo, o artista atento às verdades internas de suas concepções, o joalheiro que sonha em profundidade e que mostra emoções contidas nas obras que desvela”, completou.

O projeto tem a curadoria de Miriam Mirna Korolkovas, que escolhe designers brasileiros e estrangeiros para exibir produções autorais recentes. A seleção para 2020 foi feita em parceria com Jorge Manilla, embaixador do evento. Atualmente, o mexicano mora na Noruega, onde, desde 2017, é professor na Academia Nacional de Arte de Oslo.

Desta vez, o tema do Brazil Jewelry Week será “In-corporar a Obra”, com o intuito de abordar a relação entre corpo e peça. “Artistas joalheiros alertam, contestam e inventam por meio das suas joias, permitindo que suas expressões surpreendam nesses tempos embaçados pelo que atravessamos”, apontou Korolkovas.

Anel da marca brasiliense Sabiá
O Brazil Jewelry Week surgiu no ano passado. A segunda edição acontecerá digitalmente, a partir desta quinta-feira (3/12) e seguirá até o dia 22

 

Joalheira Chrissie Barban
O evento foi criado por Chrissie Barban

 

Miriam Mirna Korolkovas em preto e branco
A curadoria do evento é assinada por Miriam Mirna Korolkovas

 

Jorge Manilla em preto e branco
Como embaixador, o mexicano Jorge Manilla completa a organização

 

Entre os convidados, 29 são brasileiros. Além da própria Chrissie Barban, estão nomes como Alex Junior, Ana Calbucci, Andrea Borges, Áurea Sacilotto, Camila Ligabue, Diego Saraivas, Germana Arthuso, Lis Haddad, Nadia Schurkim, Paula Mourão, Regina Burghi e Shiro. Outros participantes também vêm da Argentina, Chile, Colômbia, México, Espanha, Portugal e Itália.

O Brazil Jewelry Week contemplará uma exposição especial com joias que poderão ser adquiridas. Para completar, a iniciativa oferecerá palestras, workshops e performances transmitidas virtualmente. O público poderá fazer contato direto com cada joalheiro, por meio de uma ferramenta exclusiva.

Joias de Chrissie Barban
O tema do Brazil Jewelry Week de 2020 será “In-corporar a Obra”. Dos participantes, 29 são brasileiros, incluindo Chrissie Barban

 

Anel da marca brasiliense Sabiá
No repertório, também estarão os acessórios lúdicos de Camila Ligabue, fundadora da marca brasiliense Sabiá

 

Joia de Diego Saraivas
A joalheria contemporânea do brasileiro Diego Saraivas também estará no evento virtual

 

Joia de Simón Mazuera
Designers do exterior incrementam a curadoria. Esta peça, por exemplo, é do colombiano Simón Mazuera

 

Colar com círculos, da marca Joana Design Studio
Itens da label Joana Design Studio, de Portugal, também estarão disponíveis

 

Para a criadora da feira de joalheria contemporânea, a pandemia deve modificar ainda mais os hábitos de compra, sobretudo com a priorização do handmade. “O consumo deve ficar cada vez mais consciente, ampliando a demanda por produtos autorais e elaborados a partir de técnicas e matérias-primas mais responsáveis, sob os aspectos ambiental e social”, afirmou Chrissie Barban.

Ao término de cada edição, é lançado um livro, em uma espécie de compilado, com o registro de artistas e criações marcantes. A obra digital de 2019 será disponibilizada durante o Brazil Jewelry Week deste ano.

 

Veja a lista completa de participantes de 2020:

189 – Brasil
Alex Junior – Brasil
Alejandra Ruiz – Colômbia
Ana Calbucci – Brasil
Ana Nadjar – Chile
Ana María Jiménez – Colômbia
Andrea Borges – Brasil
Andrés Caro – Colômbia
Atelier Mourão – Brasil
Atitocou – Brasil
Áurea Sacilotto – Brasil
Batek Escuela de Joyeria – México
Camila Ligabue – Brasil
Camilla Laorni – Colômbia
Carmem Romero – Argentina
Carolina Gomes – Brasil
Chrissie Barban- Brasil
Constanza Bielsa – Chile
Cristina Celis – México
Daniel Ramos Obregón – Colômbia
Diego Saraivas – Brasil
Eva Fortuno – Espanha
Flávia Vidal – Brasil
Gabriela Garcia Mariscal – México
Gabriela Nirino – Argentina
Germana Arthuso – Brasil
Gis Ribeiro – Brasil
Heráclio Silva – Brasil
Isa Duarte Ribeiro – Portugal
Joana Design Studio – Portugal
João Pohl – Brasil
Josette Barban – Brasil
Jorge Manilla – México
Kátia Nakamoto – Brasil
Lena Echelle – Argentina
Leonor Silva – Portugal
Lis Haddad – Brasil
Liza Tuli- Brasil
Lorena Jarpa – Chile
Luiza Hermeto – Brasil
Mariah Rovery – Brasil
Memorias – Chile
Mel Chung – Brasil
Mônica Perez – Chile
Nadia Schurkim – Brasil
Natalia Olarte – Colômbia
Núcleo Laboratório – Brasil
Oscar Agudelo – Colômbia
Paola Francia – Chile
Paola Valencia – Chile
Patricia Iglesas – Chile
Patricia Mogni – Argentina
Paula Mourão – Brasil
Paula Castro – Portugal
Paula Estrada – Colômbia
Paola Pérez – Colômbia
Rafael Luis Alvarez – Argentina
Regina Burghi – Brasil
Rita Martinez – Itália
Rita Soto – Chile
Roxana Ciordia – Argentina
Roxana Casale – Argentina
Simón Mazuera – Colômbia
Shiro – Brasil
Susana Ortiz – Argentina
Titi Berrio – Colômbia
Vania Ruiz – Chile
Vianney Méndez – México
Wee – Brasil
Yael Olave – Chile

 

Colaborou Rebeca Ligabue

Últimas notícias