metropoles.com

Rodrigo Garcia tenta explicar a tucanos “apoio incondicional” a Bolsonaro

Governador de São Paulo afirmou a integrantes do PSDB que termo foi interpretado de forma equivocada

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/Redes sociais
garcia-bolsonaro
1 de 1 garcia-bolsonaro - Foto: Reprodução/Redes sociais

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), procurou integrantes de seu partido para justificar o termo “apoio incondicional” usado por ele ao declarar voto em Jair Bolsonaro no segundo turno da eleição presidencial.

A lideranças tucanas, Garcia afirmou que o termo foi interpretado de forma equivocada. Ele disse que sua intenção era ressaltar que seu apoio a Bolsonaro se dava “sem condições prévias”, ou seja, sem nada em troca.

A declaração de voto do governador provocou debandada em sua gestão. Após o anúncio, nomes como Rodrigo Maia e Zeina Latif pediram exoneração das secretarias que comandavam no governo paulista.

 

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comIgor Gadelha

Você quer ficar por dentro da coluna Igor Gadelha e receber notificações em tempo real?