Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

O número do Datafolha que mais mexeu com a campanha de Bolsonaro

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (26/5) apontou Lula com 48% das intenções de voto ante 27% do atual presidente da República

atualizado 26/05/2022 20:31

lula e bolsonaroGuilherme Prímola/Metrópoles

A pesquisa Datafolha divulgada na noite desta quinta-feira (26/5) foi muito mal digerida por integrantes do Palácio do Planalto e da campanha à reeleição de Jair Bolsonaro. Entre todos os números, um resultado em especial incomodou o entorno do atual presidente da República: o aumento da distância percentual entre Lula e Bolsonaro.

No mais recente levantamento do instituto, o primeiro sem João Doria (PSDB) e Sergio Moro (União Brasil) como candidatos, Lula alcançou 48% das intenções de voto, abrindo 21 pontos de diferença na frente do atual chefe do Palácio do Planalto, que apareceu com 27%. Na pesquisa de março, a diferença entre eles era de 17 pontos (43% a 26%).

Ministros palacianos e estrategistas da campanha de Bolsonaro argumentam que esse crescimento da vantagem de Lula sobre Bolsonaro não bate com os monitoramentos feitos pelo governo e por outros institutos de pesquisa, que vinham apontando tendência de diminuição da diferença entre os dois ou manutenção dos números.

“Definitivamente não bate nem com o sentimento nem com monitoramentos que feitos pelo governo em todo o país. Não há nenhuma pesquisa que aponte o aumento da distância entre Lula e Bolsonaro, conclusão principal do Datafolha. Pode ser verdade? Pode.Parece? Não. O tempo dirá”, avaliou à coluna um integrante da campanha.

Mais lidas
Últimas notícias