Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Presidente do Flamengo promete ajudar Bolsonaro com doações e votos em 2022

O clube já conta com um articulador em Brasília: o diretor de relações institucionais, Aleksander Silvino

atualizado 31/08/2021 18:40

Divulgação

O apoio do presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, a Jair Bolsonaro não se limitará a este mandato.

Landim já prometeu ajudar o presidente na campanha de 2022, com doações e votos junto a torcedores do clube.

O clube, a propósito, conta com um ótimo articulador em Brasília: o diretor de relações institucionais, Aleksander Silvino dos Santos, principal elo entre o Flamengo e políticos.

Dos Santos é o responsável pelos convites de autoridades aos jogos, tanto no Rio de Janeiro quanto em Brasília.

(Atualização às 17h de 31 de agosto de 2021: O procurador-geral do Flamengo e advogado de Rodolfo Landim, Rodrigo Dunshee, se pronunciou no Twitter sobre a notícia publicada pela coluna: “Estou desmentindo em nome do clube e do Landim (…) O presidente Rodolfo não se envolve em política, nem o Flamengo”. A coluna mantém a informação publicada.)

(Atualização 18h39 de 31 de agosto de 2021: Em nota enviada à coluna, o Flamengo disse que “o Clube de Regatas vem a público esclarecer que o conteúdo do texto em questão não traduz a realidade dos fatos. O Flamengo ainda reitera que a instituição e seu Presidente não se envolvem em política partidária. O fato de haver relação oficial com os chefes de governo do país, do estado e do município, não significa apoio político.”)

Já leu todas a reportagens e notas da coluna hoje? Clique aqui.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna