metropoles.com

Mauro Cid repassou inquérito sigiloso divulgado por Bolsonaro

Episódio foi revelado no depoimento de Filipe Barros (PL-PR) ao Tribunal Superior Eleitoral na ação que tornou Bolsonaro inelegível

atualizado

Compartilhar notícia

Rafaela Felicciano/Metrópoles
presidente Jair Bolsonaro e Mauro Cid conversam na rampa do Planalto
1 de 1 presidente Jair Bolsonaro e Mauro Cid conversam na rampa do Planalto - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, tenente-coronel Mauro Cesar Cid, foi o intermediário entre o deputado Filipe Barros e o ex-presidente para a entrega do inquérito sigiloso da Polícia Federal que apurou supostas fraudes nas urnas e foi exibido por Bolsonaro numa entrevista na qual atacou o sistema eleitoral.

O episódio aconteceu em 2021, mas foi revelado no depoimento de Barros ao Tribunal Superior Eleitoral na ação que tornou Bolsonaro inelegível.

O ex-presidente apresentou, em 2021, durante uma entrevista à Jovem Pan, um inquérito sigiloso da Polícia Federal que apurava supostas fraudes nas urnas eletrônicas nas eleições de 2018. O documento foi enviado por Barros a Cid e este encaminhou a Bolsonaro, para o então presidente divulgar na entrevista.

Ao TSE Barros contou:

“Eu encaminhei para o coronel Cid para que o presidente pudesse ler”, disse Barros, que negou ter enviado com a intenção de que Bolsonaro divulgasse na entrevista.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?

Notificações