Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Governo do RJ anunciou em site que atacou repórter que revelou cargos secretos

Jornal foi criado em junho e recebeu R$ 36 mil para veicular propaganda institucional do governo do RJ em seu primeiro mês no ar

atualizado 09/08/2022 15:55

Governador Cláudio Castro e os 28 prefeitos dos municípios que estão na concessão dos serviços de saneamento.Aline Massuca/ Metrópoles

O governo do Rio de Janeiro pagou, no dia 4 de julho deste ano, R$ 36 mil em publicidade no site Diário da Guanabara, que foi criado um mês antes, em 1º de junho. O mesmo blog publicou, neste domingo (7/8), uma reportagem contra o jornalista Ruben Berta, que vem revelando esquemas de corrupção no governo Cláudio Castro.

Roberto Barbosa, dono do Diário da Guanabara, é cliente antigo do Executivo fluminense. O outro site de notícias de Barbosa, o Portal Viu!, também recebeu dinheiro de publicidade do governo do Rio em junho deste ano. Os dois blogs foram pagos para veicular uma propaganda institucional contra a violência contra mulher.

Barbosa é de Campos, cidade na região metropolitana do estado, berço eleitoral do ex-secretário de Governo de Castro, Rodrigo Bacellar.

Segundo a série de reportagens de Berta, Bacellar seria o principal articulador político dos 9 mil cargos secretos do Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro (Ceperj).

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

À coluna, o empresário e jornalista disse não ter relação com Castro e nem com integrantes do governo. Barbosa negou também que tenha recebido dinheiro público para fins que não publicitários e acusou Berta de “conflito de interesses”.

Na lógica dele, por ter atuado como assessor de imprensa na campanha de Eduardo Paes ao governo em 2018, o repórter teria “interesses escusos” ao cobrir irregularidades do governo Castro. Barbosa chama as revelações de “campanha midiática” contra Bacellar e Castro.

“Ele foi assessor do Paes em 2018 e os opositores foram Wilson Witzel e Cláudio Castro. Ele deveria ser impedido de atuar como repórter nesse caso [investigações do governo estadual]. Ele deveria ser impedido de apurar certas matérias”, disse Barbosa, ignorando que Berta também publica reportagens que expõem fatos negativos sobre o governo de Eduardo Paes.

Procurado pela coluna, o governo do Rio de Janeiro não respondeu por que pagou por publicidade em um blog que, na época, tinha apenas um mês no ar. O Executivo fluminense também não respondeu quais foram os critérios adotados na escolha do veículo. O espaço está aberto para manifestações.

(Atualização às 20h35 de 8 de agosto de 2022: Em nota à coluna, o governo do Rio de Janeiro disse que a campanha contra a violência feminina foi distribuída em vários “veículos estratégicos” do estado para que a publicidade tivesse “relevância e penetração junto ao público-alvo”

Sobre a escolha do site Diário da Guanabara, que foi criado 30 dias antes de receber o dinheiro da publicidade do governo, o Executivo disse:

“O site é um empreendimento da D+News Tv, um conhecido grupo de notícias da região norte do estado, e faz parte de um projeto de ampliação da cobertura jornalística dos associados”, escreveu o governo.

A nota não detalha os critérios de escolha dos sites que recebem publicidade do governo conforme questionado pela coluna.)

(Atualização às 12h25 de 9 de agosto de 2022: Bacellar enviou nota à coluna em que nega ter influência na Ceperj. “Posso até discordar dos métodos, mas defendo a imprensa livre para questionar e apontar erros”, disse o deputado.)

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna