metropoles.com

Deputados pedem que STF investigue empresários que financiaram atos golpistas

Parlamentares solicitam também que o Supremo inclua a ação no Inquérito das Fake News e quebre o sigilo telefônico e bancário de empresários

atualizado

Compartilhar notícia

Rafaela Felicciano/Metrópoles
bloqueio caminhoneiros luziania 7
1 de 1 bloqueio caminhoneiros luziania 7 - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Deputados do PSol pediram que o Supremo Tribunal Federal investigue os empresários apontados pelo Ministério Público Federal como financiadores dos atos golpistas que aconteceram após a derrota de Jair Bolsonaro. A petição, protocolada na segunda-feira (14/11), propõe que a apuração ocorra no âmbito do Inquérito das Fake News.

No documento enviado ao STF, os deputados baseiam o pedido em casos já revelados pela imprensa, de empresários citados em relatórios como financiadores dos atos que paralisaram estradas e clamam por intervenção militar.

Os parlamentares solicitam também que, após incluir a apuração no Inquérito das Fake News, a Suprema Corte determine a quebra do sigilo telefônico e bancário dos empresários, para fins de investigação.

“Todos esses fatos trazidos à baila da presente petição deixam claro que há em curso um amplo e sistemático modelo de financiamento de atos golpistas, somado à profusão de fake news, que tem graves consequências para a democracia brasileira. É fundamental que os poderes constituídos tomem as providências cabíveis para punir os responsáveis pelos atentados contra o Estado Democrático de Direito”, alega o documento.

Assinaram o pedido os deputados Ivan Valente, Sâmia Bomfim, Áurea Carolina, Fernanda Melchionna, Glauber Braga, Talíria Petrone, Viviane da Costa Reis e Luiza Erundina.

Compartilhar notícia

Todos os direitos reservados

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?