metropoles.com

De olho no eleitorado jovem, Lula falará menos sobre legado do PT

Dirigentes do PT disseram a Lula que o eleitorado jovem está mais interessado em escutar o que o partido pretende fazer no pós-Bolsonaro

atualizado

Compartilhar notícia

Fábio Vieira/Metrópoles
Luiz Inácio Lula da Silva, 35º presidente do Brasil. Ele tem cabelos brancos e barba branca - Metrópoles
1 de 1 Luiz Inácio Lula da Silva, 35º presidente do Brasil. Ele tem cabelos brancos e barba branca - Metrópoles - Foto: Fábio Vieira/Metrópoles

A defesa do legado petista deve perder espaço nos discursos de Lula. Dirigentes do partido disseram ao ex-presidente que está na hora de investir em narrativas que explorem a “esperança” e a “reconstrução” do país no pós-Bolsonaro.

O foco no eleitorado jovem é o principal motivo para Lula mudar as bases dos discursos. Petistas argumentam que o segundo mandato de Lula terminou há onze anos e que não faz sentido usar fatos do passado para se comunicar com essa faixa do eleitorado.

Lula se preocupa com a defesa do seu legado desde que deixou a prisão. Em 2020, o PT seguiu o direcionamento do ex-presidente e fez com que esse fosse o mote das candidaturas do partido nas eleições municipais. A estratégia foi um fracasso. O PT não ganhou em nenhuma capital e elegeu apenas 183 prefeitos, o menor número em 16 anos.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?

Notificações